Jundiaí

Em Várzea Paulista, avanços no comércio e combate à pandemia

56 anos No seu aniversário, o município não fará comemorações, pois o foco está todo em melhorias nos atendimentos a Saúde, assim como na vacinação


divulgação
hospital varza
Crédito: divulgação

Várzea Paulista completa 56 anos muito diferente de quando foi emancipada em 21 de março de 1965. Das olarias de barro massapé só restaram recordações e tijolos que hoje são peças de museu.

Apesar das dificuldades, a cidade de pouco mais de 120 mil habitantes vem se desenvolvendo de forma singular nos últimos anos. O crescimento de seu comércio é destaque no Aglomerado Urbano de Jundiaí, fruto dos avanços infraestruturais alcançados desde 2013 e do ajuste fiscal alcançado cinco anos depois.

Mas esse ano a cidade não promoverá comemorações. O combate à pandemia é prioridade da administração do atual prefeito, Professor Rodolfo (PSDB), e todos os esforços, inclusive orçamentários, estão voltados a isso, segundo ele.

A cidade também vem se tornando referência no combate à pandemia. O trabalho das equipes da Unidade Gestora da Saúde na imunização por agendamento e nas demais ações de suporte aos cidadãos é destaque. "Além disso, a cidade está triplicando o número de leitos de retaguarda, de 7 para 21, complementando as ampliações promovidas nos serviços disponibilizados pela Unidade de Combate ao Coronavírus." Completou o gestor de Saúde, André Oliveira.

A construção do novo hospital é o maior desafio da cidade para os próximos anos. Compromisso de campanha do atual prefeito, a obra deve ter seu projeto executivo definido ainda nesse ano de 2021, segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura.

Além do novo hospital, Várzea Paulista ainda deve promover mudanças no atendimento em suas 13 unidades básicas de saúde. O atendimento estendido até as 21h deve acontecer em breve em algumas unidades e o Centro Referenciado de Exames de Diagnóstico por Imagem também deve ter seus estudos de implantação elaborados ainda em 2021.

Educação do futuro

Várzea Paulista possui hoje 31 escolas e creches municipais que acolhem mais de dez mil alunos. A cidade que já teve uma das piores notas no IDEB, Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, hoje é a que mais evoluiu nos últimos anos na região, partindo de 5,3 em 2011 para 6,8 em 2019. Mas, se depender dos projetos aprovados pela população nas eleições passadas, a cidade deve evoluir ainda mais.

Várzea Paulista deverá implantar o programa Escola do Futuro, com investimentos em tecnologia e inovação, através do uso de plataformas digitais, sistema interativo multimídias e uso de lousas digitais. Aliás, o programa de ensino remoto, que vem sendo utilizado pelos alunos durante a pandemia, também vem apresentando resultados muito satisfatórios, segundo dados da própria prefeitura.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: