Jundiaí

Histórias de superação e recomeços


DIVULGAÇÃO
Albertina Alves tocou o sino após vencer o câncer e agradece a cura
Crédito: DIVULGAÇÃO

Símbolo da vitória contra o câncer, a ação "Sino da Esperança", reúne ao longo de seis anos, quando foi implantada, histórias emocionantes de pacientes que já passaram pelo setor de Radioterapia do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV).

Depois de lutar bravamente contra a doença e finalizarem seus tratamentos radioterápicos, os heróis tocam o sino a fim de celebrar mais uma etapa concluída.

Entre declarações de amor dos filhos para os pais e agradecimentos emocionados à equipe da instituição, o projeto reúne histórias motivadoras e estimulam outros pacientes a encararem a situação com calma e bom humor, assim como Albertina Alves Gama, de 49 anos, diagnosticada com câncer de mama e apesar das dificuldades, transformou o ambiente com sua simpatia.

"Ela é super divertida e isso tornou o ambiente e o tratamento mais leves. Isso também favorece a relação do profissional com o paciente. Aqui eles se sentem acolhidos e isso cria um vínculo de carinho e respeito, cultivado durante todo o processo. Para nós é realmente gratificante e inspirador", conta a enfermeira da radioterapia, Flávia Volpiani.

Inseparáveis, mãe e filha aguardavam na recepção quando dona Albertina foi chamada para badalar o sino. "Passei por muita coisa na minha vida e depois ainda enfrentei o câncer. Estou viva por milagre e porque fui bem cuidada pelos anjos do hospital. Estar aqui hoje para finalizar essa fase, que foi a pior de todas, é uma sensação única de vitória e de felicidade. Graças a Deus já passou", relata aliviada.

A filha Elaine Gama Batista Zacarias, também faz um agradecimento. "Saímos daqui felizes e gratas. Só quem já passou por isso sabe a dor que é ver quem a gente ama nessa situação. Minha mãe é um exemplo de força e tem muita coisa para viver ainda", completa. (Da Redação)


Notícias relevantes: