Jundiaí

Em uma semana, UPA registra 15 altas de pacientes internados por covid-19

UPA contabiliza 35 internações, 15 altas após tratamento e apenas cinco transferências para alta complexidade


Prefeitura de Jundiaí
UPA tem 35 internações por covid-19 em uma semana
Crédito: Prefeitura de Jundiaí

Com o início do funcionamento em leitos de internação de enfermaria para COVID-19 na terça-feira (23), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vetor Oeste completa uma semana de operação com internações específicas para o tratamento a pacientes acometidos pelo vírus Sars-CoV-2 e contabiliza 35 internações, 15 altas após tratamento e apenas cinco transferências para alta complexidade, o equipamento tem resolutividade de 85%.

“A UPA Vetor Oeste foi concebida, ainda em 2018, para ser uma espécie de mini hospital para a região mais afastada da cidade, contando com 14 leitos de internação-dia e quatro leitos de urgência e emergência. Com o cenário da pandemia da COVID-19 e a necessidade de mais leitos para atendimento, o fluxo foi adequado, a hotelaria e todos os demais setores que são necessários para o atendimento em um hospital e resolutividade alta para casos de média complexidade”, ressalta o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) Tiago Texera.

O atendimento, de acordo com o gerente do serviço, Fabrício Segura, é completo e segue o padrão de qualidade do Hospital São Vicente de Paulo (HSV). “A estrutura da UPA Vetor Oeste mantém os mesmos protocolos de atendimento e tratamento usados no Hospital São Vicente de Paulo (HSV). Com isso, conseguimos oferecer a resolutividade de 85%, ou seja, dos 35 pacientes que chegaram para a internação, apenas cinco tiveram de ser transferidos por necessidades específicas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”, comenta.

 

Complexo completo
A partir de 1º de abril, a região Oeste passará a contar com a Unidade Sentinela 24H montada no complexo Clínica da Família Novo Horizonte/UPA Vetor Oeste. A Unidade Sentinela atuando em horário integral, equivalente ao serviço 24h, terá capacidade para atendimento de 250 pessoas por dia, com a triagem, coleta de exames e consultas necessárias para o atendimento as pessoas com sintomas gripais (febre, tosse, dor de garganta, dor de cabeça, diarreia ou falta de ar), que podem indicar a contaminação pelo Novo Coronavírus.

A estrutura já conta com atendimento farmacêutico, com os medicamentos constantes na Relação Municipal de Medicações (Remume) disponível para a retirada dos pacientes que tiveram prescrição, imediatamente após a consulta.

O gestor da UGPS lembra que a Clínica da Família Novo Horizonte retomará atendimentos em Saúde a partir da Estratégia de Saúde da Família (ESF) a partir do dia 5 de abril, além de manter o funcionamento na antiga estrutura da UBS Novo Horizonte. A UPA também mantém os atendimentos de urgência e emergência de demanda geral em operação na estrutura.


Notícias relevantes: