Jundiaí

Jundiaí registra 544 acidentes de trânsito em meio a alta da pandemia

Não bastasse a alta demanda de covid-19, o município ainda tem recebido um número grande de pacientes por causa de acidentes de trânsito


Motoboy Xororó
Acidente Estrada Velha
Crédito: Motoboy Xororó

Entre a rede pública e a privada, Jundiaí tem atualmente mais de 500 leitos hospitalares ocupados por pessoas com Covid-19. Não bastasse esse efeito da pandemia na alta procura por atendimento médico, o município ainda tem recebido um número grande de pacientes por causa de acidentes de trânsito.

Segundo um levantamento da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transportes (UGMT), a partir do sistema Infosiga do Governo do Estado de São Paulo, de dezembro de 2020 a fevereiro de 2021, meses em que o número de contaminados pelo coronavírus cresceu de maneira acelerada, Jundiaí registrou 544 acidentes de trânsito sem vítimas fatais em vias públicas e nas rodovias que cortam a cidade. No mesmo período, os acidentes ocorridos dentro da cidade atingiram a marca de 352 casos (veja mais dados na tabela abaixo).

“Estamos em uma guerra contra o coronavírus, mas é importante lembrar as pessoas que os hospitais continuam sendo procurados para atendimento médico relacionado a outros problemas, como os acidentes de trânsito”, explica o gestor de Saúde, Tiago Texera. “Em um sistema que está saturando, que se aproxima de 100% de ocupação de seus leitos, casos de acidentes de trânsito acabam “disputando” vagas com os casos de Covid-19, o que torna tudo mais complicado.”

Credito: Divulgação / Descrição: Dados Prefeitura de Jundiaí

Nesta semana, as UTIs dos hospitais públicos e privados de Jundiaí se aproximaram de 100% de ocupação em leitos Covid-19. Após um aumento exponencial de casos nas últimas semanas, a cidade chegou a 525 leitos ocupados apenas por pacientes com coronavírus, boa parte com uso de ventilação mecânica.

O gestor de Mobilidade e Transporte, Aloysio Queiroz, explica que muitos desses acidentes ocorrem por imprudência. “Ou seja, estamos falando de casos que poderiam ter sido evitados, de pessoas que foram parar no hospital porque estavam acima da velocidade permitida, mexendo no celular ou sob o efeito de bebida alcoólica”, declara o gestor. “E, ao ir ao ambiente hospitalar, que é naturalmente contaminado, ainda correm o risco de pegar o coronavírus e ter mais um problema.”

Atualmente, Jundiaí prepara uma campanha educativa no trânsito, com faixas espalhadas pela cidade e contendo mensagens ao motorista. Além disso, como sinaliza o gestor, fará intensificação na fiscalização do trânsito. “Nossa proposta é, sempre, diminuir o número de acidentes e, por consequência, as mortes no trânsito de nossa cidade”, declara Aloysio. Recentemente, Jundiaí aderiu ao Programa Laço Amarelo, voltado para reduzir acidentes com ações educativas, além de atuar no levantamento de dados e diagnósticos da mobilidade municipal.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: