Jundiaí

Aulas da rede municipal de ensino retomam em sistema remoto nesta segunda-feira (5)

Os alunos da rede municipal de ensino irão retomar as aulas nesta segunda (5), de maneira remota


Divulgação
Volta as Aulas
Crédito: Divulgação

Nesta segunda-feira (5), os alunos da rede municipal de ensino municipal retomam as aulas, em sistema remoto, seguindo as orientações do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) de Jundiaí, além do Plano São Paulo de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, do Governo do Estado de São Paulo. As escolas receberão apenas os alunos que precisam fazer a alimentação.

“Faremos análises semanais observando o cenário e mantendo as orientações do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC). Seguiremos em contato constante com as equipes gestoras para a comunicação e organização das ações subsequentes, considerando a realidade de cada Unidade Escolar”, explica a gestora da Unidade de Gestão de Educação, Vastí Ferrari Marques.

Logo no período da manhã da segunda-feira (5), as equipes gestoras participarão de reunião de trabalho com os educadores para programar o planejamento das aulas em sistema remoto. Já no período da tarde, os diretores das escolas irão se reunir virtualmente com a gestora da Unidade de Educação para apresentação de nova ferramenta digital.

As escolas estarão abertas, a partir da quarta-feira (7), para receber, exclusivamente, as crianças que vão precisar fazer o uso da alimentação cotidiana. A inscrição deve ser feita, preferencialmente por WhatsApp, e-mail ou telefone, evitando o deslocamento da família até a Unidade Escolar. “Até terça-feira (6), os pais devem fazer a inscrição dos seus filhos para receber a alimentação na escola que tem início na quarta-feira (7), uma vez que às famílias em situação de vulnerabilidade estão providas com as cestas básicas entregues pela Prefeitura em março”, informa a gestora.

Para as famílias que não possuem acesso aos recursos tecnológicos, continuarão a ser entregues atividades impressas, como a UGE tem feito até o momento. “Desde o ano passado, ofertamos atividades complementares para os alunos do Ensino Fundamental para reforço e recuperação da aprendizagem, além de realizar ações para acolhimento emocional, orientação de estudos e tutoria pedagógica, plantão de dúvidas, avaliação diagnóstica e interação com as famílias dos estudantes, para fortalecimento do vínculo com a escola. Neste ano, também implantamos o programa “Estudo é Tudo”, que visa a oferta de aulas complementares para alunos do terceiro ao quinto ano que necessitam de intervenções mais pontuais nos conteúdos de alfabetização”, explana Vastí.

 


Notícias relevantes: