Jundiaí

Programa Nascentes garante restauração de 34 hectares de área rural em Jundiaí

Com 41 propriedades cadastradas, o Programa promove o reflorestamento sem custo ao produtor


Divulgação
Áreas são reflorestadas sem custos para o produtor rural
Crédito: Divulgação

Desde que foi criado pela Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT), o Programa Nascentes Jundiaí conta com a adesão de 41 propriedades rurais participantes, sendo que 40 estão com o processo de restauração florestal em andamento. Juntas somam 34 hectares, ou seja, 340 mil m2 de área com plantios de árvores nativas.

O objetivo do programa é a recuperação de Áreas de Preservação Permanente (APPs), principalmente em torno de nascentes e cursos d’água. Podem participar do Programa proprietários rurais das áreas preferencialmente produtivas, inseridas em zona rural ou urbana, desde que possuam, APPs desprotegidas (nascentes e cursos d’água) ou outras áreas onde seja possível realizar a restauração de vegetação.

Regulamentado pela gestão Luiz Fernando Machado, por meio do Decreto Municipal n° 27.353, de 06 de março de 2018, com foco na valorização do produtor rural, fixação da zona rural e proteção aos mananciais, o programa Nascentes de Jundiaí apresenta muitos benefícios para o produtor rural. Os plantios tiveram início em janeiro de 2017 e, desde então, são 340 mil m2 de área que foram reflorestadas.

“A equipe técnica do Departamento de Agronegócio faz um diagnóstico ambiental de toda a propriedade e verifica se há rios ou córregos, nascentes, mata nativa e outras informações importantes para o Programa. Após, é apresentado um projeto com a indicação do que pode ser implementado na propriedade rural”, explica a engenheira florestal da UGAAT, Ana Maria Pires.

Os produtores que participam do programa aprovam a iniciativa. O sítio Fontebasso é uma das propriedades que recebeu o plantio de árvores por meio do Programa Nascentes. São 2.100 m2 de área reflorestada. “Eu cedi a área para fazer o plantio há três anos. As árvores já estão crescendo na beira do rio. O plantio não teve custo para mim e é importante para diminuir o assoreamento do rio e também proteger as nascentes que temos na propriedade, o que garante que mesmo em época de estiagem, a água esteja sempre brotando”, conta o produtor rural Rodinei Fontebasso, que ainda lembra que o maior benefício é para a ampliação da produção de água “esse é um bem natural de muita importância e a mata ciliar ajuda nessa preservação”, alega.

“O Nascentes visa melhorar os serviços ambientais produzidos na propriedade como água em qualidade e a biodiversidade das florestas existentes. Conseguimos ajudar as empresas que precisam reparar algum dano ambiental que causaram, indicando as propriedades, enquanto o produtor tem sua área recuperada com qualidade e sem custo. Todos ganham com o programa. Estamos convidando os produtores rurais para participarem do Nascente, pois temos empresas que precisam fazer a compensação, mas estamos sem áreas no nosso banco”, avisa a diretora do Departamento de Agronegócios da UGAAT, Isabel Harder.

Os produtores rurais que têm o interesse de participar podem preencher o formulário no site do Agronegócio. Em caso de dúvidas sobre o programa, pode entrar no site, em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 4589-8581, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.


Notícias relevantes: