Jundiaí

No papel ou com aplicativos, rotina garante bem-estar na pandemia

SAÚDE Mesmo em casa, ter horários para as atividades em casa é importante para evitar problemas como depressão, estresse, ansiedade e insônia


Arquivo Pessoal
Márcia Madona Vieira viu no cultivo de flores a cura para ansiedade
Crédito: Arquivo Pessoal

O tempo é algo que a princípio não damos valor a não ser que esteja faltando ou sobrando. A pandemia da covid-19 fez com que a maioria das pessoas olhasse para ele com outros olhos. A quebra da rotina e o fato do isolamento social fazer com que não houvesse hora para dormir, acordar ou realizar muitas tarefas pode trazer muitos problemas para a saúde e o dia a dia de quem possuía uma rotina regrada.

A dona de casa Márcia Madona Vieira, 54 anos, é exemplo disso. Conta que começou a ter insônia e dormir muito pouco, causando muita irritação. "Percebi que as notícias ruins estavam me afetando muito. Procurei assistir menos aos jornais e, como cristã, me dediquei mais a oração. Além disso, comecei a buscar novas motivações e manter uma rotina diária", afirma.

Márcia revela que, por meio de vídeos do youtube, se interessou pelo cultivo de flores. "Comprei alguns vasos e mudinhas e todos os dias assistia a vídeos para aprender a cuidar delas. Em paralelo, comecei a fazer caminhadas e exercícios físicos ao ar livre. Esse contato com a natureza me fez muito bem, a começar com o sono. Consegui dormir muito melhor", relata.

O cultivo das flores e as caminhadas contínuas fizeram com que a ansiedade da dona de casa diminuísse. "Essas atividades me trouxeram paz. Estou confiante que tudo logo vai passar. Para quem está muito ansioso por causa da pandemia, aconselho a buscar motivações novas, algo que traga alegria e não comprometa a saúde", conta.

Manter uma rotina, assim como a organização, proporciona controle maior da situação. A personal organizer Nathalia Pacheco Cardoso de Brito fala sobre a importância de gerenciar o tempo na pandemia. "Nesse momento em que nossas rotinas se unificaram e vivemos uma sequência de dias que parecem todos iguais, é de extrema importância que façamos a manutenção dos nossos hábitos, construindo rotinas que sejam efetivamente úteis e que nos tragam pequenas doses de alegria em nossos dias", explica.

Para isso, existem diversas ferramentas e dicas para a gestão do tempo. "É necessário olhar quais as prioridades no momento e encontrar espaço para cumprir todas as funções sem se frustrar. Definir horários e dias fixos para a realização das suas atividades diárias como acordar, fazer as refeições e dormir, é uma excelente forma de gerenciar o tempo. Listas de tarefas, a técnica pomodoro (primeiro, você realiza uma atividade durante 25 minutos. Quando acabar o tempo, descansa 5 minutos. Assim sucessivamente até que complete duas horas. Como recompensa, você descansa mais 30 minutos) e a regra dos dois minutos (Cada tarefa que você precise fazer que dure menos de dois minutos, faça na hora, sem planejamento) também são excelentes ferramentas para aproveitar melhor o tempo", afirma a personal organizer.

AUTOCONHECIMENTO

Uma das premissas do gerenciamento é o autoconhecimento. "Geralmente encontramos dicas para ocupar o nosso tempo livre com atividades que estão na moda, como meditar, fazer ioga ou ler, mas que muitas vezes não fazem sentido para a nossa realidade. Deste modo, é importante frisar que essa decisão é muito pessoal. Para algumas pessoas, priorizar um tempo com a família, brincar com os filhos e cozinhar são ótimas opções pensadas em um interesse coletivo. Enquanto outras, sob uma perspectiva mais individual, preferem encontrar novos hobbies, hábitos ou até mesmo aproveitar os momentos de solitude. É importante frisar que temos a tendência de sempre buscar ocupar nossos momentos livres quando, na realidade, o nosso corpo só precisa de descanso, como uma necessidade fisiológica mesmo", afirma. 

 

AJUDA PROFISSIONAL

Quando a pessoa está com dificuldades de olhar para além de suas atividades diárias e do número de demandas que assume, assim como de todos os excessos, sentindo-se sobrecarregada e não conseguindo gerir e prover uma vida com qualidade, é um bom momento de buscar a ajuda de um profissional. 

Independentemente do que aconteça, a pandemia trouxe para as pessoas a consciência da necessidade de se ter uma casa organizada e uma rotina estruturada. A consultora em organização e produtividade Kalinka Carvalho afirma que é impossível manter a sanidade mental e física sem uma rotina estruturada. "Ter uma rotina é criar um mapa do que é necessário fazer. Seja diariamente, semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente. É necessário gerenciar o tempo tanto na vida pessoal como na vida profissional e estabelecer limites entre eles", afirma.

A primeira dica é se cobrar menos. "Estamos passando por um período atípico, ou seja, algumas coisas precisam e devem ser adiadas. Para iniciar a montagem de uma rotina é necessário que liste todos os papéis que exerce e verifique as atividades que realiza. Distribua as atividades em blocos de tempo, lembrando que cada rotina vai ser muito particular de cada um. Outra dica e envolver todos nas rotinas da casa, assim não irá sobrecarregar ninguém. Use a tecnologia a ser favor ou se tiver um perfil analógico, se organize com agendas, planners e cadernos", explica Kalinka.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: