Jundiaí

Morre o ginecologista jundiaiense Luiz Antônio Balarin


ARQUIVO PESSOAL
Ginecologista Luiz Antônio Balarin morre vítima da covid
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Será sepultado hoje, em Jundiaí, às 14h, no Cemitério dos Ipês, o médico Luiz Antônio Balarin. Ele foi vítima da covid e estava há 60 dias internado em São Paulo. O velório será aberto, pois seus testes já estavam negativados.

Dr. Ballarin foi revisor de jornal e professor de cursinho universitário. Conheceu o amor de sua vida, Evelia, ainda no antigo científico. Ela com 15 e ele com 16 anos. Seguiram a carreira médica. Ele foi da primeira turma da Faculdade de Medicina de Jundiaí e ela da terceira turma. As duas primeiras filhas nasceram quando ele ainda fazia faculdade. Trabalhou em hospitais e unidades de saúde e estabeleceu clínica médica. Como obstetra, trouxe ao mundo muitos jundiaienses e moradores da região, inclusive seus 14 netos.

No ano passado, pretendia fazer uma viagem com a esposa à Europa, para comemorar seus 70 anos e bodas de ouro. A pandemia atrapalhou os planos e ele acabou falecendo por conta de uma infecção oportunista causada pela covid. Deixa os filhos Raquel, Cíntia, Felipe, Moisés e Xavier, 14 netos e uma bisneta a caminho.


Notícias relevantes: