Jundiaí

'Melhor em Casa' atende pacientes pós-covid-19

VETOR OESTE O objetivo é proporcionar atendimento aos pacientes que passaram por internação por covid


DIVULGAÇÃO
Alessandro Aparecido Costa, de 50 anos, tem recebido atendimento em casa depois do diagnóstico
Crédito: DIVULGAÇÃO

Com o apoio de uma equiçe multidisciplinar, oferecer tranquilidade e recuperação no conforto de casa tem sido o foco da nova frente criada pela Prefeitura de Jundiaí no Programa Melhor em Casa, da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS).

O objetivo é proporcionar atendimento aos pacientes que passaram por internação nos leitos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vetor Oeste em decorrência da covid-19.

Com o aparato de oxigenioterapia, o paciente é acompanhado em casa por equipe especializada para o completo restabelecimento. "Jundiaí presta atendimento em Saúde de qualidade, com serviços complementares para o restabelecimento completo à necessidade do paciente, inclusive durante a pandemia que tem exigido ações inovadoras a partir dos serviços e programas já existentes na cidade. O Melhor em Casa é um exemplo de ampliação e atendimento exclusivo para quem passou pela doença", comenta o prefeito Luiz Fernando Machado.

Aos 50 anos, Alessandro Aparecido Costa, morador no Jardim Guanabara, começou com os sintomas da covid no dia dia 1ª de abril. A mulher e o filho já estavam com a doença e ele foi o último da casa a ser contaminado. No décimo dia da doença, precisou de internação, pois sua situação se agravou. "Fiquei uma semana internado na UPA. Agora recebo o atendimento em casa, até me restabelecer completamente. Estou bem melhor. Já consegui reduzir o uso do oxigênio", comemora.

O atendimento oferecido para Costa une médico, enfermeiro e fisioterapeuta que acompanham a evolução do quadro e orientam sobre exercícios necessários para o fortalecimento dos pulmões e redução do consumo de oxigênio suplementar.

ASSISTÊNCIA

O modelo de assistência empregado para o cuidado da frente do programa é dedicado aos pacientes que passaram pela internação na UPA Vetor Oeste e que exigem suplementação de oxigênio para a continuidade do tratamento em casa.

De acordo com o gerente do Serviço de Atendimento Domiciliar 'Programa Melhor em Casa', Alexandre Rafael Gatti Santiago, a atuação é feita em parceria com a equipe da UPA Vetor Oeste. "Diariamente a equipe acompanha os casos que estão em internação e, assim que a pessoa tem a indicação da alta com necessidade de oxigênio terapia, realizamos o trâmite para a instalação do equipamento na casa do morador de Jundiaí. Ele só sai do leito hospitalar com os cilindros instalados em casa e a equipe o acompanhando diariamente, seja por visitas ou telemonitoramento", detalha.

Na última sexta-feira (23), o serviço de internação para covid da UPA Vetor Oeste completa um mês de atendimento e contabiliza 63 pacientes que já passaram pela internação no local. Desses, 22 foram transferidos para o serviço de alta complexidade e sete permaneciam em internação e 29 tiveram alta, sendo três com a necessidade do acompanhamento complementar do Melhor em Casa - Pós-COVID-19.

Os demais, passam pelo acompanhamento dos demais serviços da UGPS, conforme explica o gestor, Tiago Texera. "O Melhor em Casa atende a quem precisa de oxigenioterapia, ou seja, consumo inferior a 3 litros por minuto. Já quem não precisa desse suporte, tem o acompanhamento pelas demais equipes de Saúde da Atenção Básica, além do trabalho de monitoramento realizado pela Central de Monitoramento. São ações que garantem acompanhamento de qualidade para os usuários", explica.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: