Jundiaí

Obras da Clínica da Família da Ponte São João serão iniciadas em maio


      ALEXANDRE MARTINS
As obras começam em maio e serão concluídas em 18 meses
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

A Ponte São João ganhará uma Clínica da Família atrelada a um Pronto Atendimento Geral, seguindo o mesmo modelo já premiado nacionalmente e celebrado pelos moradores da região do Novo Horizonte. As obras no prédio da região Leste terão início no mês de maio, com previsão de conclusão em 18 meses. Além dessa nova construção, a Prefeitura de Jundiaí está em fase de finalização na Clínica da Família/Pronto Atendimento Vila Hortolândia.

A construção tem investimento previsto em R$ 8.359.678,85, com total de 2.918m² de área construída, em dois pavimentos, um para cada equipamento, inclusive com estradas distintas sendo dividido em duas partes: Clínica da Família e Pronto Atendimento.

“Daremos início à construção de um serviço estruturante para os moradores da Ponte São João e região, com condições completas para a promoção e proteção das necessidades de saúde. Desde a demanda por consultas até exames médicos, o equipamento vai propiciar o cumprimento efetivo de prover o direito à saúde de qualidade”, relata o prefeito Luiz Fernando Machado.

A Clínica da Família terá um total de 930m² de área construída, sendo composta por 12 consultórios médicos, 3 odontológicos, sala de farmácia, vacina, curativos, inalação e multiuso; além de contar com seis equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF), com médicos, enfermeiros, dentistas, e etc. Já o Pronto Atendimento contará com um total de 1.988m² de área construída, com um total de 21 leitos, sala de emergência, observação adulto e infantil, isolamento adulto e infantil, sala de gesso, raio-X, ultrassom, eletrocardiograma, sala para suturas e outros procedimentos, sala de análises clínicas além dos consultórios.

Tiago Texera, gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) detalha o projeto. “Teremos entradas distintas, com o serviço de Urgência e Emergência no térreo, para facilitar o acesso de ambulância, por exemplo. Os equipamentos para exames de ultrassom, raio-x, eletrocardiograma e análises clínicas também ficam no piso térreo e serão usados não somente para os atendimentos do Pronto Atendimento como para a Clínica da Família. Isso proporciona resolutividade de 80% nos atendimentos da Atenção Básica”, diz.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: