Jundiaí

Acolhidos na Mata Ciliar

Um dos mais recentes habitantes é o veado-catingueiro resgatado nesta quarta (28)


A Associação Mata Ciliar em Jundiaí é responsável por receber os animais silvestres resgatados em casas, terrenos ou rodovias. Em 2020, a instituição recebeu 4.683 animais.

Um dos mais recentes habitantes do local é o veado-catingueiro resgatado pela Divisão Florestal da Guarda Municipal de Jundiaí, na manhã desta quarta-feira (28), no bairro Paiol Velho.

De acordo com a veterinária da unidade, Cristina Harumi Adania, o veado está bem e não foi confirmado atropelamento. "Ele é um filhote órfão. Uma espécie de veado-catingueiro, que é comum aparecer na região e não campeiro, como havia sido divulgado", esclarece.

De acordo com a instituição, os principais animais que a ONG recebe de atropelamento são cachorro-do-mato, veado-catingueiro, capivara, aves e répteis diversos.

Há uma possibilidade de que o veado resgatado tenha vindo de uma outra região que esteja sofrendo alto impacto ambiental como expansão de monoculturas. Exemplo disso são os lobos-guarás e tamanduás que estão aparecendo nas cidades da nossa região.

De acordo com informações da Mata Ciliar, há muitos animais típicos do cerrado aparecendo na região que, há algum tempo, tinha vestígios deste tipo bioma.

Alguns resistiram enquanto puderam andando nas ilhas de cerrado que sobraram, mas elas estão muito fragmentadas por estradas e áreas urbanizadas.

(Mariana Checoni)

 


Notícias relevantes: