Jundiaí

Professor de Várzea Paulista arrecada celulares para aulas

Smartphones usados com carregador são para alunos acompanharem as aulas


ARQUIVO PESSOAL
Leomilton Schimit faz a arrecadação para ajudar alunos a estudarem
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Mais do que lecionar, o professor de História, Geografia e Sociologia na Escola Estadual Idoroti de Souza, no Jardim América III, em Várzea Paulista, Leomilton Schimit, arrecada celulares para os alunos poderem estudar.

Trabalhando em uma área de vulnerabilidade social, Leomilton percebeu que muitos alunos não conseguiam acompanhar as aulas por causa do 'novo material escolar' que nem todos tinham, um aparelho conectado à internet. A partir de então, o professor começou uma campanha para arrecadar smartphones usados com carregador, que possam receber o chip enviado pelo governo estadual para alunos conseguirem acompanhar as aulas.

Para a meta, ele explica que a princípio eram 50 aparelhos, mas que ele já percebe que a demanda é muito maior. "Creio que sejam mais que 50. Na nossa região muitos alunos não têm celular. Alguns são pirateados e não é compatível com o aplicativo do governo do estado para estudantes. Percebi o problema porque cobrei uma atividade de um aluno e ele me disse que não tinha celular, só o pai dele tinha e ele só conseguia mexer quando o pai chegava do trabalho. Isso mexeu muito comigo, percebi que tinham mais alunos na mesma condição", relata.

Para ele, é preciso atender a deficiência da escola e, quem sabe, se estender para outras unidades. "O objetivo é estender para outras escolas da região. A data limite está em aberto. Neste fim de semana consegui 15 aparelhos. Ainda não entregamos porque precisamos entregar com o chip que o estado dá para acessar internet, mas creio que até sexta vamos começar a entrega", explica Leomilton.

DESAFIOS

Dando aulas desde 2013, o professor diz, emocionado, que o momento é complicado, mas tem motivação no que ainda precisa ser feito para minimizar a desigualdade educacional agravada pela pandemia. "Neste momento, o professor está sobrecarregado e estamos observando que a exclusão social é maior do que imaginávamos. Essa geração já tem uma lacuna porque não conseguem acompanhar as aulas. Não é só o livro, o lápis, o caderno, é preciso que os governantes deem muito mais."

A arrecadação e a busca pelos aparelhos têm sido satisfatória, esm especial por ver a satisfação dos alunos ao saber que terão um aparelho. "É um prazer ver o sorriso deles. Pergunto se eles têm celular e me dizem tristes que não. Fico feliz em pensar que a espera irá terminar e que em breve receberão o aparelho."

AJUDA

Para quem puder doar, Leomilton informa que os celulares podem ser entregues na Escola Estadual Idoroti de Souza. O endereço é rua Iguatemi, 350, Jardim América III, Várzea Paulista. O telefone da escola é o (11) 4595-2217.

O professor também diz que é possível entrar em contato diretamente com ele via WhatsApp pelo telefone (11) 94521-3007.

(Nathália Sousa)

 


Notícias relevantes: