Jundiaí

Comerciantes focam em campanhas para alavancar vendas da data

Com a reabertura do comércio em abril, associações buscam movimentar as lojas


ARQUIVO PESSOAL
O casal Leonardo Nascimento e Beatriz Iansen ja pensa na troca dos presentes, mas foca na economia
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Com a reabertura do comércio em abril, associações preparam promoções para movimentar lojas, aumentando as expectativas dos vendedores em relação ao Dia dos Namorados, a ser comemorado no próximo dia 12 de junho.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Jundiaí (ACE), Mark William Ormenese Monteiro, ressaltou que o concurso cultural intitulado 'Sua História de Amor Vale Prêmios' tem a finalidade de alavancar as vendas em Jundiaí.

"Com a retomada das vendas presenciais, as campanhas e concursos culturais são uma forma de movimentar o comércio", diz.

O concurso cultural realizado pela ACE consiste em estimular as vendas para o Dia dos Namorados no comércio de Jundiaí e premiar as três melhores histórias dos participantes. Ele é gratuito e aberto a pessoas físicas, acima dos 18 (dezoito) anos e sem limitação de idade, residentes da cidade de Jundiaí, que obedeçam às regras descritas no regulamento.

As inscrições das histórias deverão ser enviadas para a Associação Comercial, no formato de vídeo ou relato, até dia 1 de junho. Jurados irão avaliar os trabalhos.

A expectativa de vendas desse ano é alta em relação ao ano passado. O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e do Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí (Sincomercio) e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí (CDL), Edison Maltoni, prevê um aumento em relação à data no ano de 2020. "Estamos confiantes que o comércio terá um saldo positivo no Dia dos Namorados. Já estamos preparando campanhas e anúncios para a data", ressalta.

Maltoni também salientou que o Dia dos Namorados é a terceira maior data para o comércio, atrás apenas do Dia das Mães e o Natal. "Por ser uma data grande para o varejo, nós sempre temos uma expectativa muito alta pelo crescimento", completa.

DE OLHO NAS CONTAS

Diante da pandemia e do momento de incertezas da economia, os casais irão economizar, mas sem deixar a data passar em branco. O casal Leonardo Henrique Nascimento, de 21 anos, e Beatriz Iansen dos Santos, de 18 anos, juntos há 1 ano e meio, já pensa no presente.

"Pretendemos gastar menos esse ano, pois optamos por deixar um fundo de emergência caso um de nós dois necessite. A ideia é que no fim da pandemia a gente consiga realizar o nosso casamento, mas não vamos deixar de nos presentear no dia 12", concluiu Leonardo.

 (Luana Nascimbene)

 


Notícias relevantes: