Jundiaí

Mães buscam alternativas para sustentar os filhos

Na pandemia, muitas pessoas tiveram a renda impactada e passam por dificuldades


ALEXANDRE MARTINS
Letícia Bordin dos Santos rifa faxina para conseguir pagar contas
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Neste período de pandemia, muitas pessoas tiveram a renda impactada e passam por dificuldades para manter a casa. Pais e mães, no entanto, têm que dar sempre um jeito para conseguir o sustento dos filhos.

Neste desespero se encontra Paola de Fátima, de 28 anos, que tem dois filhos e está desempregada. Com o marido afastado do trabalho ela montou uma vaquinha on-line para conseguir dinheiro e quitar os aluguéis atrasados. Ela teme o despejo.

"Antes da pandemia, as coisas eram mais flexíveis e tudo era mais fácil. Eu vendia empadinha, mas está bem fraco agora. Meu marido trabalha sem registro, mas ele está afastado porque está com suspeita de covid. Se ele não trabalha e não ganha. Vi que as pessoas faziam vaquinha para realizar um sonho, tratar uma doença, então fiz para pagar as minhas dívidas", explica a moradora do Morada das Vinhas.

Apesar de receber auxílio emergencial, ela diz não ser suficiente para pagar as dívidas e o que mais a assusta agora é o risco de despejo. O aluguel vence no próximo dia cinco. "Minha meta de arrecadação é R$ 3 mil porque já tenho dois aluguéis atrasados, mas ainda tem água, luz, que já veio aviso de corte. Às vezes consigo doação de fralda para o meu filho menor, às vezes não. Cesta básica eu recebo do Cras (Centro de Referência da Assistência Social), o básico a gente têm graças a Deus", diz ela que já arrecadou R$ 20 na vaquinha.

TRABALHO COMO PRÊMIO

Diarista, mas fazendo apenas uma faxina de R$ 100 por semana, Letícia Bordin dos Santos, de 30 anos, também tem dois filhos pequenos e decidiu rifar uma faxina para conseguir pagar as contas. "As pessoas não querem mais faxina porque estão em casa e por medo, então faço só uma por semana no apartamento de uma amiga que pede para me ajudar mesmo. Cortaram minha água e a luz está quase sendo cortada também. Eu tive a ideia da rifa e divulguei para todo mundo que conheço."

Com cada número a R$ 10, ela filmará a abertura da rifa e o ganhador receberá uma faxina completa. "Cesta básica, quando preciso, eu pego no Cras, mas tenho uma menina de quatro anos que toma bastante leite e, como está sem aula, também preciso pagar para alguém cuidar dos meus filhos quando vou fazer faxina."

Inscrita no Bolsa Família, Letícia recebe agora o auxílio, mas o usa neste momento para quitar dívidas mais atrasadas. "Ou paga conta ou compra comida, os dois não dá", lamenta

(Nathália Sousa)

AJUDE

Link para quem deseja contribuir com a vaquinha de Paola:
http://vaka.me/2078113

Contato para quem deseje
comprar a rifa de Letícia:
(11) 94130-2733

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: