Jundiaí

Atividades ao ar livre atraem a atenção dos 'sedentários'

QUALIDADE DE VIDA Profissionais ressaltam a importância da prática de exercícios físicos para a saúde, mas sempre com cautelas


Divulgação
A corretora Glenda Paes percebeu aumento de peso e resolveu retornar às atividades
Crédito: Divulgação

As atividades e os treinos físicos têm se tornado comuns durante a pandemia, mesmo com as academias parcialmente abertas. Muitas pessoas têm procurado fazer atividades ao ar livre para sair do sedentarismo e manter ou reforçar a qualidade de vida.

Assim tem sido com a corretora de imóveis Glenda de Assis dos Santos Paes, de 43 anos, que percebeu aumento de peso na pandemia e resolveu retornar às atividades. "Estava parada há anos e com a pandemia vi meu peso e dores aumentarem, enquanto a disposição diminuía. Por isso resolvi procurar um profissional, até para não aumentar as lesões", conta.

Glenda treina pelo menos quatro vezes por semana, sendo duas delas com o profissional. "Já comecei a sentir diferença na minha disposição e as dores nas costas deram uma parada. Me sinto mais leve e satisfeita com meu corpo, mesmo não tendo nem um ano de prática", ressalta.

Segundo a corretora de imóveis, começar a fazer exercícios físicos foi uma transformação de vida. "Menos dores e mais satisfação consigo mesma", afirma.

A consultora de vendas Cláudia de Oliveira começou a praticar atividades em setembro e confessa que o sedentarismo e a monotonia dentro de casa a fizeram mudar. "Por conta desse período complicado que estamos passando e com o medo de sair de casa, eu passava boa parte do meu tempo cozinhando e comendo", comenta.

Cláudia afirma que depois de começar a praticar exercícios, sentiu uma melhora em sua qualidade de vida. "Eu tinha problemas no joelho e as práticas me ajudaram muito com isso. Os treinos ajudam no condicionamento físico, na minha resistência e na minha saúde em um modo geral. Faço em torno de duas a três vezes por semana e isso acaba me dando mais ânimo e motivação para o dia a dia", pontua.

ORIENTAÇÃO

De acordo com o personal trainer Caio Preto, houve um grande aumento na procura por seu trabalho durante a pandemia. "Muitas pessoas que me procuraram eram sedentárias ou não treinavam há muito tempo. Hoje tenho 17 alunos e apenas quatro são homens", reforça ao lembrar que as mulheres têm procurado pelas atividades.

É preciso tomar muitos cuidados ao se retornar aos treinos físicos, principalmente se a pessoa está há muito tempo parada. "A principal dica que eu dou é ter calma e começar aos poucos para evitar lesões. Cada corpo tem seu ritmo e você não consegue conquistá-lo de uma hora para outra", orienta.

Outra dica é procurar um médico para fazer todos os check-ups necessários. "Trabalho de forma gradativa, mudando a dificuldade do treino conforme o tempo vai passando e assim, o aluno vai evoluindo", conta.

Caio consegue oferecer aulas ao ar livre pois possui muitos equipamentos e assim não precisa ficar preso à um local fixo. Essa flexibilização o ajudou a encontrar mais clientes.

"Muitas pessoas me procuraram pelo tédio da pandemia e por perceberem que o exercício físico faz bem para a saúde, além de ajudar no aumento da imunidade", explica.

E completa. "A atividade física é essencial para prevenir e reduzir os riscos de muitas doenças, bem como para melhorar a saúde física e mental. Manter o corpo em movimento pode até mesmo ajudá-lo a viver por mais tempo", reforça Caio.

SIGA NAS REDES

Instagram:
@caiopretopersonaltrainner

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: