Polícia

Operação da Ambiental fecha fábrica de balões caseira em Jundiaí

A casa do baloeiro foi alvo da Operação Golfier Fabricação de Balão, que apreendeu 15 balões e 10 bandeiras ilegais


DIVULGAÇÃO
crime ambiental
Crédito: DIVULGAÇÃO

Na manhã deste sábado (22), um homem foi detido em sua casa pelos policiais militares ambientais da 4ª Cia, do 1º Batalhão, com 15 balões e 10 bandeiras ilegais. A casa do baloeiro, localizada na Vila Progresso em Jundiaí, foi alvo da Operação Golfier Fabricação de Balão, que apreendeu grande quantidade de materiais para fabricação de balões. O responsável recebeu multa de R$300 mil.

Após denúncia, os cabos Marcio e Wacheisk, policiais do 1º Pelotão compareceram ao local da operação. O responsável pelos balões teve conhecimento prévio de que os PMs sabiam do funcionamento da fábrica caseira e logo com a chegada dos agentes acabou levando-os até os materiais.

Outros objetos para a confecção dos balões e bandeiras foram encontrados, como balões de propulsão com ar, aquecidos pelo sol. Sem a autorização do órgão regulamentador da atividade, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), os apetrechos foram apreendidos.


O dono deve, ainda, comparecer à sede do Batalhão para registros burocráticos da ocorrência.


Os policiais responsáveis pela incursão foram comandados pelo comandante da 4ª Cia, capital Nóbrega; comandante do 1º Pelotão, 1º Tenente Bravo, e 1º sargento Marinho, do Comando Grupo Patrulha (CGP).


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: