Jundiaí

Com robô personal trainer, alunos do Sesi e Senai de Jundiaí (SP) concorrem a prêmio internacional de inovação


DIVULGAÇÃO
Estudantes do Sesi e Senai estão entre as três equipes brasileiras finalistas no "Global Innovation Awards"
Crédito: DIVULGAÇÃO

Com o projeto de um robô com inteligência artificial que auxilia a prática esportiva, alunos do ensino articulado Sesi e Senai de Jundiaí (SP) vão representar as instituições no “Global Innovation Awards”, que reconhece as principais inovações desenvolvidas por estudantes de robótica em todo o mundo. Os jovens foram eleitos ao prêmio por terem se destacado na etapa regional América Latina da FIRST Robotics Competition (FRC), competição que combina esporte, ciência e tecnologia.

Após participação na regional América Latina da FIRST Robotics Competition (FRC), alunos de Jundiaí disputam o Global Innovation Awards entre as 20 melhores soluções inovadoras do mundo. No mesmo prêmio de inovação, o Sesi-SP será representado por alunos de Barra Bonita e Birigui, classificados pela participação na FIRST Lego League (FLL).

Jundiaí ganhou três prêmios na etapa regional da FRC
Denominado Personal Robot, que entre as funções incentiva treinos específicos e verifica se os movimentos do praticante da atividade física estão corretos, o projeto dos estudantes concorreu na categoria “FIRST Innovation Challenge” e recebeu prêmios por chegarem à semifinal regional e pela classificação para o mundial (Global Innovation Awards).

Também na fase regional da FRC, a equipe Megazord 7563, formada por alunos do Sesi/Senai de Jundiaí, saiu premiada na categoria “INFINITE RECHARGE at Home Challenge Skill Competition”, ao cumprir missões com o robô em uma prova de habilidades. As mais de 1300 equipes participantes foram divididas em 52 grupos e os estudantes obtiveram a segunda maior nota no grupo em que concorreram.

Projeto de Inovação da Equipe Megazord - Finalista da categoria FRC
A FIRST Robotics Competition (FRC) é a mais complexa entre as competições de robótica da Fundação FIRST ("For Inspiration and Recognition of Science and Technology"). Ao combinar esporte, ciência e tecnologia, desafia alunos de 14 a 18 anos, estudantes do Ensino Médio, a construir e programar robôs de grande porte, que chegam a 54 kg e 1,5 metro de altura, e realizam tarefas na arena.

No Brasil, há 16 equipes ativas e cada uma reúne dezenas de estudantes. Nesta edição da FRC, as instituições Sesi e Senai participam do torneio com quatro times, entre os seis brasileiros que estão na disputa. Na temporada de 2021, a competição está sendo realizada online por restrições da pandemia covid-19.


Notícias relevantes: