Jundiaí

Família monta vaquinha on-line para tratamento


ARQUIVO PESSOAL
Fernanda Manzutti foi diagnosticada com leucemia no ano passado
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

A jundiaiense Fernanda Manzutti da Rocha, carinhosamente chamada de Fernandinha, tem 11 anos e foi diagnosticada com Leucemia Linfóide Aguda (LLA) em fevereiro do ano passado. Esta semana, a família iniciou uma campanha solidária para custear o tratamento, no valor de R$ 8 milhões.

Sua mãe, Melissa Manzutti de Freitas, fala sobre o diagnóstico. "Em fevereiro do ano passado a Fernanda começou a ter muitas dores nas pernas, mas achávamos que eram dores de crescimento. Depois de muitas visitas médicas, descobrimos a LLA", diz.

Fernandinha passou por um longo período quimioterápico. "Minha filha era privada de tudo. Não conseguia ir a escola, ver os amigos ou praticar esportes. Em novembro, estávamos felizes porque iniciaria o período de manutenção, com quimioterapias mais amenas, mas a doença voltou mais complexa", explica a mãe.

A família buscou tratamento em São Paulo e a equipe médica decidiu que o transplante de medula óssea podia ser feito com um familiar. "Infelizmente, ele só é feito quando a medula tem no máximo 5% de células cancerígenas, mas nenhum tratamento do país foi capaz de diminuir a doença", diz Melissa.

O último recurso da família é a terapia genética chamada Cart Cell. "O tratamento não existe no Brasil, por isso queremos levá-la para os Estados Unidos. Vamos entrar com uma ação pra ver se o Estado ajuda com as despesas e iniciamos a campanha on-line esta semana", afirma.

Os custos com internação, viagens, estadia e medicamentos somam R$ 8 milhões. "A campanha solidária é a esperança para vencermos a doença e precisamos de toda ajuda possível", diz a mãe.

(Giovana Viveiros)

DOAÇÕES

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/salve-a-fernandinha

Instagram @salveafernandinha

Pix: (11) 97540-9718


Notícias relevantes: