Jundiaí

Saúde de Jundiaí faz alerta para aumento de casos de covid-19

Um dos indicadores que preocupam a Gestão de Saúde é o aumento de casos de síndrome gripal no município


Divulgação
Luiz Fernando e Tiago Texera alertaram sobre aumento de casos de síndrome gripal e o risco de aumento da covid-19
Crédito: Divulgação

A Prefeitura de Jundiaí, por meio do prefeito Luiz Fernando Machado e do gestor de Promoção de Saúde, apresentou, na manhã desta quinta-feira (27), o cenário da cidade em relação à covid-19 e um possível aumento de casos nas próximas semanas. A orientação, segundo o setor de Saúde, é que haja mais adesão da população aos protocolos sanitários, como evitar aglomerações, usar máscaras e álcool em gel. A apresentação foi feita por transmissão ao vivo nas redes sociais.

Um dos indicadores que preocupam a Gestão de Saúde é o aumento de casos de síndrome gripal no município. “Sabemos que pelo menos metade das pessoas que está com síndrome gripal deve positivar para o coronavírus”, explicou Luiz Fernando. “Estamos fazendo aqui uma antecipação, avisando todos nossos moradores da importância de tomar todos os cuidados, para evitarmos mais problemas no futuro. A vida é a nossa principal preocupação.”

Na última semana, o Hospital São Vicente registrou 87 internações por covid-19, o que é semelhante ao pior momento da pandemia no ano passado, em sua primeira onda. “Isso significa que o platô no qual estamos agora, depois da segunda onda, já se iguala ao máximo da primeira, o que é muito preocupante”, declarou o gestor de Saúde da cidade.

Atualmente, o Hospital São Vicente tem 164 leitos destinados ao tratamento de pacientes covid-19. No pico da segunda onda, entre março e abril, a cidade chegou a ter 272 leitos ocupados, incluindo fora do Hospital, como na UPA do Vetor Oeste. “Precisamos lembrar que as outras doenças não pararam, que o sistema tem seu limite”, disse Texera. “Nenhum sistema de Saúde no mundo suporta um volume muito grande de internações em um curto período de tempo.”

Vacinação
Atualmente, Jundiaí vacinou 106 mil pessoas com a primeira dose e 52 mil com a segunda contra o coronavírus. O prefeito Luiz Fernando lembrou que o direcionamento das doses aos públicos específicos depende do Plano Nacional de Imunização e que Jundiaí, como todos os outros municípios, acompanha suas diretrizes.


Notícias relevantes: