Jundiaí

Após chuvas, cresce procura por reparos em veículos e toldos

Serviços como martelinho de ouro dispararam no número de demandas e consertos


            ALEXANDRE MARTINS
Felipe Faustino precisou fazer vários orçamentos de serviços de martelinho
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

A chuva de granizo do último domingo movimentou o setor de reparos de carros e toldos em Jundiaí. Serviços como martelinho de ouro dispararam no número de demandas e consertos de toldos e coberturas registraram aumento de 70%.

A técnica de funilaria conhecida como martelinho de ouro, usada para pequenos consertos na lataria do veículo, foi a mais utilizada nas oficinas. Desde a última segunda-feira os pedidos por orçamentos do serviço aumentou, devido a alta demanda de carros afetados pela tempestade. É o que relata Felipe Faustino da Silva, de 28 anos, sócio de um comércio do segmento, no bairro da Ponte São João.

"Aumentou muito a demanda de carros devido a chuva. Eu fiz pelo menos 100 orçamentos do serviço de martelinhos", afirmou Felipe.

Com agenda para até dois meses, também no serviço de martelinho de ouro, alguns estabelecimentos tiveram aumento considerável na quantidade de carros atendidos. Eduardo Luis Rissato, de 44 anos, proprietário de uma empresa do segmento na Vila Isabel Eber, relata o crescimento no número de veículos para manutenção.

"Estou atendendo 40 carros desde segunda-feira e o normal eram de três a quatro carros por dia, todos em decorrência da chuva de granizo", afirmou Eduardo.

De acordo com o proprietário, os lugares mais afetados foram o teto, colunas e portas. "As pedras danificaram mais tetos, capôs, colunas e portas dos carros. A média do consertos será de cinco dias, mas tudo depende do dano", relata.

EM RESIDÊNCIAS

Já em residências e condomínios, a procura por reparos focou no setor de toldos e coberturas. De acordo com a dona do comércio de reparos e instalação de toldos, Vivian Periotto, foram pelo menos 50 orçamentos desde segunda-feira.

"Houve aumento de cerca de 70% no número de ligações para o serviço de reparos de toldos residenciais", afirmou Vivian.

Entretanto, os danos causados pela chuva preocupam moradores. O gerente administrativo Carlos Eduardo de Camargo teve sua cobertura de policarbonato danificada e prejuízo de cerca de R$ 2,5 mil. Ele relata que os danos causados podem ocasionar problemas a segurança de sua casa. "A cobertura fica em cima do meu banheiro e devido ao granizo está frágil", afirma Carlos.

(Geovana Arruda)

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: