Jundiaí

Reuso correto ajuda na economia


Para evitar comprometimento na qualidade da água, a gerente da CSJ, Ana Paula Fernandes Abrahão explica que a água da chuva deve ser drenada através da rede pluvial, com destinação direta para rios e córregos, sem influência ou contaminação de outros agentes.

"Há ainda a possibilidade de reuso, conforme norma técnica da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que dispõe sobre o aproveitamento da água da chuva de coberturas para fins não potáveis, para usos como descargas dos vasos sanitários, abastecimento de fontes e espelhos d'água, lavagem de roupas ou irrigação de jardins", orienta.

DIVISÃO

As tubulações são divididas em três grupos para uma distribuição correta do fluxo de água. Há a água limpa que sai das estações de tratamento de água até as casas das pessoas e indústrias. A água que sai das residências e das indústrias para as estações de tratamento de esgoto (ETEs), além da água da chuva que é recolhida das casas, indústrias e ruas da cidade e encaminhada direto para os rios.

Ana Paula explica que qualquer desvio no fluxo dessas águas compromete todo o sistema e traz consequências ao meio ambiente e à saúde das pessoas. "Se o esgoto for ligado à rede de águas pluviais também será um problema, pois ele será encaminhado aos córregos sem tratamento".


Notícias relevantes: