Jundiaí

Semana do Meio Ambiente: DEBEA atua contra o abandono de animais

O Debea é o responsável pelas políticas públicas voltadas para o controle populacional e o bem-estar dos animais e completou 10 anos de existência


Divulgação
Semana do Meio Ambiente: DEBEA atua contra o abandono de animais
Crédito: Divulgação

Na semana em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o Departamento do Bem-Estar Animal (Debea), órgão ligado à Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (UGPUMA), atua para ampliar a conscientização do não abandono de animais.

Promover uma cidade mais sustentável é fazer o combate a todos os tipos de comportamentos que prejudiquem o meio ambiente e o abandono de animais é uma das ações que, além de ser criminosa, também precisa ser combatida e a população pode colaborar fazendo denúncias quanto presenciar o ato criminoso. A busca da sustentabilidade e conservação das condições ambientais implica em diversas ações conjuntas. A mudança de comportamento, o combate ao que prejudica e externar a promoção de iniciativas para as melhorias de ações ambientais e esse é um dos papéis da UGPUMA”, comenta o gestor da UGPUMA, Sinésio Scarabello Filho.

O Debea é o responsável pelas políticas públicas voltadas para o controle populacional e o bem-estar dos animais, com foco na medicina veterinária do coletivo, que em abril completou 10 anos de existência. O trabalho do Departamento tem por objetivo reduzir o abandono e aumentar o número de lares responsáveis. “É importante salientar que o Debea não é um abrigo permanente de animal abandonado e sim um espaço de transição onde os animais sem tutores identificados ficam durante o período que precisam de cuidados veterinários”, salienta a diretora do Debea, Daniela Araújo Passos.

Além do atendimento veterinário e abrigamento temporário, o Departamento promove castrações gratuitas, como uma das medidas para o controle populacional de cães e gatos em Jundiaí. “Para melhorar a efetividade da castração, o programa leva em consideração critérios epidemiológicos para identificação dos animais com prioridade para castração. Além disso, todo animal castrado também é identificado por meio da implantação de um microchip que possui um número único que liga o animal ao seu responsável”, explica Daniela.

Os tutores de cães e gatos interessados em castrar seus bichos de estimação podem fazer o cadastro pelo site da Prefeitura de Jundiaí, ou pelo aplicativo de celular APP Jundiaí, no serviço Cadastro de Animais para Castração. Podem ser inscritos fêmeas e machos de cães e gatos com idade entre três meses e oito anos e mais de um quilo.

Após o cadastro, o tutor deve acompanhar o avanço da inscrição. A lista com o nome dos inscritos fica disponível no site da Prefeitura de Jundiaí e é atualizada bimestralmente. “Os tutores devem manter o cadastro atualizado, pois o Departamento tem encontrado dificuldades em conseguir contato com tutores de animais”, conclui a diretora.



Notícias relevantes: