Jundiaí

Operação Noites Frias atende população em situação de rua

Nas noites de operação, o serviço de busca que já é realizado normalmente recebe reforços


Divulgação
Durante as noites de operação, o serviço de busca já é realizado normalmente recebe reforços
Crédito: Divulgação

Com a chegada do outono e a queda nas temperaturas, principalmente durante a madrugada, a Prefeitura tem executado a Operação Noites Frias 2021 para busca ativa e acolhimento da população em situação de rua. Mantido o formato criado pela Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS) em 2018, que estabelece a execução do serviço sempre que a previsão das temperaturas é inferior a 13°C, a Operação já foi realizada este ano em 12 noites, resultando em mais de 700 acolhimentos, de 265 pessoas diferentes.

Durante as noites de operação, o serviço de busca, que já é realizado diariamente pelas equipes do Centro Pop e do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), tem reforço de duas equipes, com servidores da UGADS para aumentar as abordagens pelos locais com maior concentração, entre as 18h e 22h. Este ano, a formatação leva ainda em conta as medidas sanitárias e o distanciamento indicados pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC).

Além do acolhimento, as equipes trabalham no referenciamento dos usuários, em seu plano de saída das ruas e no recâmbio de usuários para o seu Município de origem, quando identificado responsável pelo recebimento da pessoa. Desde o começo do ano, foram realizados mais de 600 recâmbios, via pagamento de passagem de ônibus ou metroviária.

O diretor do Departamento de Proteção Social Especial da UGADS, Luiz Guilherme Camargo, compartilha algumas estatísticas resultantes do questionário aplicado. “Nestas 12 noites de Operação já realizadas este ano, 52% dos abordados declaram estar no Município há menos de três meses, em sua maioria à procura de emprego. Já entre os acolhidos, 90% declaram-se do sexo masculino; 7% do sexo feminino e 3% LGBTQIA+. E como motivo para a permanência nas ruas, como múltipla escolha, mais de 40% apontam desemprego, 32% dependência de álcool e outras drogas; e 20% de desavença nas relações familiares”.

Para além das mais de 100 vagas regulares de pernoite que a Prefeitura contrata, nas modalidades abrigo, casa de passagem e república, em Organizações da Sociedade Civil (OSC) parceiras, serão acrescidos mais de 50% de vagas, sem ônus para os cofres públicos. Outras estruturas da Prefeitura também poderão ser utilizadas como abrigos emergenciais, se necessário. Para quem recusa abrigamento, além da aplicação de formulário para mapeamento, são oferecidos cobertores e roupas para proteção do frio, alimentação e kits de higiene.

As equipes contam, como nos últimos anos, com enfermeira da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), para realização de triagem dos atendidos e de intervenções em saúde quando necessárias. Tanto nos abrigos quanto para orientação nas ruas, as equipes contam ainda com o apoio da Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ). 

Segundo a gestora da UGADS, Maria Brant, o momento da Operação proporciona o referenciamento dos usuários do serviço. “Além da nossa preocupação no acolhimento por questões de saúde, a operação Noites Frias permite que a UGADS reforce não só o levantamento dos dados dos usuários quanto a criação de vínculos entre eles e a rede. Isso é muito importante para a criação de um plano de saída das ruas daqueles que já são referenciados pelo serviço em Jundiaí e também para um possível recâmbio para os Municípios de origem para os usuários que não são daqui, que são a maioria”.

A porta de entrada para o atendimento à população em situação de rua e encaminhamento para os outros serviços da rede socioassistencial é o Centro Pop, que fica na rua Marechal Deodoro da Fonseca, 504, Centro. Sempre que alguém identificar uma pessoa pode orientá-la a buscar esse atendimento ou acionar ainda o SEAS pelo telefone (11) 98531-0146. Já em casos de identificada intoxicação ou ocorrências mais graves, o SAMU poderá ser acionado pelo telefone 192.


Notícias relevantes: