Jundiaí

Com queda de temperatura, venda de vinho artesanal cresce 50%

A expectativa é um crescimento de 50% na procura pelo produto e os dias frios ajudam


ARQUIVO JJ
Amarildo Martins comercializa vinhos e espumantes artesanais
Crédito: ARQUIVO JJ

Os produtores rurais de Jundiaí que têm como carro-chefe a produção de vinhos e uvas estão otimistas com a venda de seus produtos nesta época do ano. A expectativa é um crescimento de 50% na procura pelo produto e os dias frios ajudam a comprovar os números.

O produtor rural e proprietário de uma adega especializada em vinhos e espumantes artesanais Amarildo Martins, relata que sua adega obteve um aumento nas vendas de 5% em relação ao ano passado, porém ainda esperam um crescimento mais expressivo nos próximos meses.

"Comparando com a mesma época do ano passado, este ano tivemos um aumento de 5% na venda de vinhos, porém é com a chegada dos dias mais frios que aceleram as vendas. Nossa expectativa é que nos próximos meses tenhamos um aumento um pouco mais expressivo no consumo de vinhos", afirma Amarildo Martins.

Além dos vinhos, o que impulsionou as vendas na adega do Martins nos últimos meses foram os espumantes artesanais produzidos na sua adega. "Neste começo de ano a venda dos espumantes cresceu bastante. Felizmente essa bebida caiu no gosto das pessoas, principalmente o de uva Niágara, por ser muito agradável, refrescante e principalmente feito com a uva de Jundiaí", afirma o produtor rural.

Ivan Oliveira, presidente da Cooperativa Agrícola dos Produtores de Vinho de Jundiaí (AVA), comenta que por conta das fases restritivas adotadas na pandemia, houve pequenas variações no número de vendas em comparação ao ano passado, mas a chegada do frio tende a melhorar os números. "Este ano está sendo muito parecido com o ano passado porque tivemos muitas fases restritivas, mas entre os meses de maio e julho as vendas sempre aumentam devido à chegada do frio. Podemos dizer que teremos um crescimento de aproximadamente em 50% em relação às outras épocas do ano", afirma Ivan Oliveira.

PRODUÇÃO EM ALTA

Segundo a diretora do Departamento de Fomento ao Turismo Marcela Moro, as adegas e vinícolas de Jundiaí produzem, anualmente, cerca de 400 mil litros de vinho.

São pelo menos 20 adegas espalhadas pela região fazendo parte do turismo rural de Jundiaí. Marcela afirma que as adegas e vinícolas da região são um dos principais fatores que atraem os turistas para a Terra da Uva e já se tornaram uma identidade de Jundiaí.

"A produção de vinhos, a produção de frutas e a possibilidade da compra direto do produtor, bem como nossa gastronomia tradicional e a própria cultura local contribuem para fortalecer ainda mais essa identidade e, consequentemente, motivar cada vez mais turistas a conhecerem Jundiaí", afirma Marcela Moro.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: