Jundiaí

Agronegócio lança o Programa "Jundiaí, Lugar de Alimento Seguro"


Divulgação
Avaliação dos equipamentos de pulverização faz parte do programa
Crédito: Divulgação

No dia em que é comemorado o Dia Mundial da Segurança de Alimentos, 7 de junho, a Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT), lança o programa “Jundiaí, Lugar de Alimento Seguro”, que tem o objetivo de ampliar as ações que visam elevar a segurança dos alimentos que chegam ao consumidor, mediante capacitação, treinamento, auditorias e pesquisas participativas oferecidas aos agricultores.

A premissa da segurança de alimentos é a saúde do consumidor, que pode ser alcançada por meio de um conjunto de ações, medidas de higiene e saneamento que são necessários durante a produção, transporte, armazenamento, distribuição e preparação de alimentos, garantindo que não apresentem riscos para a saúde.

Os pilares do programa serão trabalhados por meio de ações propostas em parceria entre a UGAAT e o Centro de Engenharia e Automação do Instituto agronômico (CEI/IAC), a partir do programa Aplique Bem, que ensina trabalhadores agrícolas a maneira correta de utilizar os defensivos, incluindo a aplicação de agrotóxico e o uso dos pulverizadores.

“Serão realizadas ações de avaliação de equipamentos de pulverização e treinamentos pelo Programa Aplique Bem. Após essas etapas, será feita a reavaliação dos equipamentos”, comenta o gestor de Agronegócio, Abastecimento e Turismo, Eduardo Alvarez.

O pesquisador do CEA/IAC, Hamilton Ramos complementa que “uma boa pulverização só é possível com um equipamento bem regulado, operado por uma pessoa treinada para fazer a pulverização, por isso que o Aplique Bem trabalha com avaliação do pulverizador, da pulverização e o treinamento dos aplicadores”.

Desde 2017 já são realizados treinamentos. “Sem custo para o produtor, a parceria entre a UPL Open AG e o CEA/IAC, utiliza os chamados “Tech Móveis”. O Aplique Bem tem como objetivo ajudar na redução de perdas na aplicação, na exposição do trabalhador ao agroquímico, diminuir os riscos de contaminação ao Meio Ambiente e alimentos e maximizar os benefícios de uma aplicação correta e racional dos produtos”, afirma a diretora do Departamento de Agronegócio, Isabel Harder que ainda lembra que o programa conta com parceria da Associação Agrícola de Jundiaí e do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural.

Nesta segunda-feira (7) tiveram início as ações de avaliação de equipamentos. A propriedade do produtor de uvas, Jonatas Pomperma, foi a primeira a receber a ação. “Estávamos no aguardo dessa visita, que foi muito importante, pois constatamos que alguns equipamentos chegam de fábrica sem a configuração necessária para a nossa cultura e a entrega técnica orientada pelas fabricantes não é suficiente para o uso correto dessas máquinas. Serão necessárias modificações para se enquadrar à nossa produção. Além disso, aprendemos a utilizar recursos graças ao treinamento que vamos receber. Já percebemos que alguns problemas que tínhamos no cultivo podem ser sanados pela regulação do maquinário. Essa visita foi muito importante, construtiva e prática”, comentou.

O produtor interessado em participar do programa pode entrar em contato pelos telefones 4589-8581/8872 ou pelo e-mail [email protected]


Notícias relevantes: