Jundiaí

Alunos que ajudaram no projeto visitam obras da EMEB Candelário


ARQUIVO JJ
O projeto foi estruturado com base nos pedidos e solicitações dos alunos
Crédito: ARQUIVO JJ

Com o olhar atento e a curiosidade aguçada, alunos da EMEB Professor Joaquim Candelário de Freitas visitaram, acompanhados do prefeito Luiz Fernando Machado e da gestora de Educação, Vastí Ferrari Marques, as obras do espaço que abrigará a maior Escola Inovadora de Jundiaí, na Vila Hortolândia.

Em 2018, após uma forte chuva, o prédio da escola não resistiu, resultando na queda de muro e trincas em banheiros e salas de aula. “Em Jundiaí, nós priorizamos a Educação. Após as chuvas de 2018, entendemos que não era suficiente reformar o antigo prédio da escola, mas, sim, construir um novo. O projeto teve a participação da comunidade, que fez sugestões para dar forma à maior unidade da Escola Inovadora de Jundiaí”, explicou Luiz Fernando.

O projeto da nova escola foi estruturado com base nos pedidos e solicitações dos próprios alunos e professores, por meio de escuta ativa com o Conselho de Alunos da escola, que foi responsável por comunicar o desejo de todos.

Ao receber as crianças, o prefeito perguntou se elas lembravam quais os pedidos que tinham feito. A aluna Anny Elise Colombo Bombardi logo falou “eu pedi um banheiro bem colorido”. Desejo que será realizado quando o prédio começar a receber a pintura final. Anny estava acompanhada da irmã, Kamilly, que também é aluna da escola e da mãe Eliana Bombardi, que comentou sobre a participação das filhas no projeto. “É gratificante poder visitar a obra e principalmente saber que elas participaram desse momento e que o prédio está ficando como as crianças pediram. Estamos felizes, pois meu esposo, Gunter, também estudou no prédio no Candelário quando era criança”, contou.

Julia Vitoria da Silva Pafumi estava com o avô, Adão Pafumi, que aos 78 anos contou para o prefeito que trabalhou nas obras para a construção do antigo prédio. “Eu trabalhei na obra da antiga escola, meus filhos estudaram aqui e agora a minha neta. Estou feliz em estar aqui hoje”, contou.

Quando estiver concluída, a EMEB Candelário será a maior unidade da Escola Inovadora de Jundiaí. São 4,9 mil metros quadrados, em três pavimentos, laboratórios, anfiteatro, biblioteca, 20 amplas salas de aula, quadra coberta com medidas oficiais e ambientes com acessibilidade.

A ideia de implantar salas amplas, iluminadas, ventiladas, elevador, rampas para acessibilidade e uma construção mais sustentável partiu das crianças. “Jundiaí é a Cidade das Crianças e a escuta ativa é realizada e praticada. O projeto da EMEB Joaquim Candelário de Freitas contou com a participação dos alunos e professores e atendeu aos desejos e necessidades dos nossos meninos e meninas. Hoje é a demonstração da voz e da vez das crianças do Candelário”, declarou a gestora de Educação, Vastí Ferrari Marques.

O investimento na escola é de R$ 12 milhões. A obra conta com duas contrapartidas de Estudo de Impacto de Vizinhança. “Atendendo aos pedidos das crianças, a escola terá sistema de dispositivos sustentáveis para reuso da água para limpeza da área externa, uso da energia fotovoltaica e aquecimento solar para a água”, lembra o vice-prefeito, Gustavo Martinelli.

Estiveram presentes na visita o gestor de Infraestrutura e Serviços Públicos, Adilson Rosa, o gestor adjunto de Infraestrutura, Ademir Pedro Victor e o presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Jundiaí, vereador Douglas Medeiros.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: