Jundiaí

Em menos de dois meses, casos aumentam 381%


ARQUIVO JJ
Mesmo no inverno, a proliferação do Aedes aegypti preocupa munícipes
Crédito: ARQUIVO JJ

Jundiaí registrou 332 casos confirmados de dengue, notificados pela atualização do boletim epidemiológico de arboviroses da última quinta-feira (10).

Em comparação com o número do final de abril, quando a cidade registrava 69 casos, houve um aumento de 381%. Segundo o boletim, dos 332 confirmados, 269 são autóctones e 63 são importados.

O bairro com maior número de casos é a Vila Comercial, com 104 confirmados, seguido pelo Jardim Florestal com 25, Vila Hortolândia com 14 e a Vila Rami com 13.

Apesar da queda das temperaturas, o aumento de casos preocupa as autoridades sanitárias. Biomédica da Vigilância de Saúde Ambiental (Visam), órgão da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, Ana Lúcia de Castro Silva explica que o Aedes aegypti já se adaptou ao clima tropical. "Ainda mais com esse inverno brando que temos, com momentos de aumento da temperatura durante o dia e alguns momentos de chuva. Então, tudo depende do que oferecemos ao mosquito, se oferecemos um criadouro com água parada, não vai ser uma temperatura amena que irá impedir a reprodução", afirma.
(Lucas Hideo)


Notícias relevantes: