Jundiaí

Desaceleração da pandemia em Jundiaí habilita nova redução de leitos exclusivos


Divulgação
Readequação de leitos para demanda geral é realizada a partir dos indicadores da pandemia apresentarem queda em quatro semanas sequenciais
Crédito: Divulgação

Desde o início da pandemia, os especialistas integrantes do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) da Prefeitura de Jundiaí avaliam diariamente os indicadores da pandemia na cidade. Desta forma, foi possível ao município superar os picos da doença mantendo o atendimento à população em todos os segmentos. Há quatro semanas, a avaliação tem registrado queda nos indicadores da pandemia, o que, mais uma vez, possibilita a readequação no número de leitos exclusivos covid-19 do Hospital São Vicente de Paulo (HSV). A partir desta terça-feira (13), Jundiaí passa a contar com 72 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 66 leitos de enfermaria, públicos, ambos dedicados para covid-19.

“Conseguimos, com o apoio da população, superar os picos da covid-19 em Jundiaí. Agora, com o avanço da vacinação e a manutenção das medidas de prevenção, a retomada da economia e da vida ao novo normal estão adiante, no horizonte”, comenta o prefeito Luiz Fernando Machado, que é o coordenador do CEC, lembrando que a cidade adotou, desde o início da pandemia e antes da circulação do vírus Sars-CoV-2 na cidade, ações de identificação rápida dos casos, testagem, monitoramento, internação nos casos necessários, suporte pós-internação e o término da recuperação com o Ambulatório Pós-covid-19, que na segunda-feira (12), ganhou novo espaço para atendimento, na rua Monteiro Lobato, em área do Complexo Argos.

De acordo com dados da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), na comparação com o pico registrado no mês de junho (entre os dias 14 a 20), quando 1.317 pessoas tiveram a confirmação da doença, a última semana epidemiológica (05 de julho a 11 de julho) registrou queda de 13,8% no número de casos positivos, com 1.135 pessoas positivas para covid-19.

Os dados relativos à internação tiveram queda ainda mais significativa. Entre 07 de junho a 13 de junho, a cidade registrou 140 solicitações de internação nos leitos exclusivos públicos para tratamento da doença. Já na última semana, entre 05 a 11 de julho, 67 internações foram realizadas nos leitos exclusivos, o que resulta em uma retração na demanda de 52%.

“Os indicadores apresentam uma retração da pandemia na cidade. Crédito para a vacinação, que está em andamento e alcança o público mais populoso, da faixa economicamente ativa, também a que mais se contamina. Até segunda-feira (12), Jundiaí registrava 272.223 vacinas foram aplicadas na cidade, sendo 210.650 em primeira dose e 60.573 em segunda dose ou dose única”, avalia o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) Tiago Texera.

Os números são positivos, no entanto, ainda superiores ao pior pico registrado no ano passado, no mesmo período, quando entre leitos públicos e privados, 235 pessoas estiveram internadas pela doença em média móvel por dia. Na semana passada, em média móvel 249 leitos ocupados em decorrência da covid-19 por dia.

Leitos
O Hospital São Vicente de Paulo (HSV), referência em atendimento de alta complexidade não somente para covid-19 para o município como para as demais necessidades em saúde da região da Aglomeração Urbana de Jundiaí, alcançou o pico na disponibilização de leitos dedicados para o tratamento dos casos em decorrência da pandemia, 232 leitos, em março a abril. Com o novo cenário epidemiológico, e em sequência de três reduções consecutivas, o HSV passa a oferecer 124 leitos (72 de UTI e 52 de enfermaria).

“Temos realizado o controle contínuo para o enfrentamento da pandemia, só aqui no São Vicente, são quase 3 mil vidas salvas. Nossos indicadores sinalizam que neste momento há uma tendência a redução no número de internações de pacientes covid-19. Isso permite que nossos leitos sejam remanejados para as demais necessidades de atendimento aos quais somos referenciados. Importante destacar que tudo isso só tem sido possível por meio de ações coordenadas, realizadas em parceria com a gestão atual”, detalha o superintendente do HSV, Matheus Gomes.

Jundiaí, além de contar com leitos do HSV, dispõe de 14 leitos de enfermaria na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vetor Oeste que também atendem casos de covid-19. O equipamento ainda mantém o serviço de atendimento de urgência e emergência para toda a região do Vetor Oeste.


Notícias relevantes: