Jundiaí

PIX se torna facilitador para micro e pequenos empresários

Realizado de maneira rápida, fácil e segura, o PIX vem se tornando cada vez mais popular para diferentes comércios


                          ALEXANDRE MARTINS
Paulo de Oliveira diz que o PIX ampliou as vendas da loja que trabalha
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Realizado de maneira instantânea e gratuita, o sistema de pagamento via PIX, lançado em novembro de 2020, tem se tornado ótima opção para receber e fazer pagamentos, beneficiando muitos comerciantes.

O sistema se tornou popular em diferentes estabelecimentos e, para muitos comerciantes, trata de uma importante forma de pagamento à vista e sem as taxas cobradas pelas máquinas de cartão, possibilitando receber o valor total da mercadoria.

O diretor de uma escola de beleza no Centro, Willerson Dall Agnol, aderiu ao sistema recentemente como forma de pagamento. Tanto as alunas que contratam os cursos, como as modelos que optam por algum serviço podem fazer o pagamento pelo novo sistema.

"O PIX facilita o processo financeiro e ajuda na ampliação das vendas. Desde que eu aderi ao PIX senti uma diferença enorme na facilidade do processo e muitos dos meus clientes optam por essa forma de pagamento pela praticidade e segurança do sistema", afirma.

BENEFÍCIOS

Além de ser gratuito, o serviço está disponível 24 horas e durante sete dias por semana, incluindo feriados, ele pode aceitar o pagamento de qualquer banco e os valores transferidos caem na conta do recebedor instantaneamente, sendo possível realizar o pagamento por meio de QR codes, com o escaneamento da câmera do celular.

Para Dall Agnon, os maiores benefícios da adesão ao PIX são a praticidade tanto para os vendedores quanto para os clientes e a ausência dos descontos exigidos por outras formas de pagamento.

Paulo de Oliveira, de 25 anos, é funcionário de uma loja de produtos naturais e afirma que o sistema trouxe benefícios para o estabelecimento, principalmente por ser gratuito e seguro. "Já passamos por situações em que os clientes esqueciam o dinheiro e até o cartão e o PIX nos auxiliou nesses casos".

PROCEDIMENTO

Para receber ou realizar transferências, o portador do PIX pode inscrever até cinco 'chave', ou seja, formas de atalho que resumem os dados bancários e, assim, não é necessário informar nome, CPF, banco, agência e conta em cada transação.

As chaves podem ser o número do CPF, o e-mail, o telefone ou uma "chave aleatória" que cada instituição bancária pode gerar, escolhidos pelo portador.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: