Jundiaí

Agricultores de Jundiaí temem nova onda de geada

INTEMPÉRIES Com o clima atípico deste ano, produtores de Jundiaí esperam que não haja mais perdas


ARQUIVO PESSOAL
Carlos Diniz diz que as plantas já estão sensíveis pelos intempéries
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Com a previsão de temperaturas baixas e geada para os próximos dias, chegando a mínimas de 3º graus em algumas cidades, inclusive Jundiaí, produtores rurais temem prejuízo nas plantações, como ocorreu na semana passada quando os termômetros registraram 6º graus na madrugada.

Com a chegada de mais esta frente fria neste ano, os produtores rurais temem que a geada prevista possa incidir sobre a plantação, já sensibilizada após já ter sido exposta e uma geada recente e a uma chuva de granizo.

Para o produtor de hortaliças no Ivoturucaia, Alexandre Amaro Alves, infelizmente não há muito o que ser feito além de rezar para que a produção não seja perdida. "A gente ajoelha e pede a Deus. Até agora, não queimou nada na nossa horta. Os matos em volta queimaram, mas as hortaliças não. Tem muita gente que faz besteira, joga água na horta quando tem gelo ainda. Queima tudo. A gente espera o gelo derreter e molha só depois."

Ele diz que o clima não vem sendo bom neste ano. "Tudo demais é ruim, frio demais, chuva demais, sol demais. Frio é bom para agrião, repolho, couve, mas não pode gear forte assim. Este ano está difícil demais. A chuva de pedra já acabou com a horta, tem a crise da água também. Muita gente está parando com as plantações porque não tem financiamento, não tem apoio", reclama ele sobre os problemas financeiros que os pequenos produtores têm enfrentado.

Plantando hortaliças no Rio Acima, Carlos Alberto Diniz conta que, devido à extensão da horta, não há muitos recursos. "Não tem o que fazer, apenas só esperar. A área é grande para cobrir, não tem como. O que eu uso para amenizar é um folhar."

Diniz fala que algumas culturas já sentem impactos do clima. "Com a geada da semana passada, já perdi um pouco da safra e está sensível, se pegar outra esta semana, não aguenta. As hortaliças gostam de frio, só que desse jeito não tem planta que goste. A falta de chuva já está nos prejudicando. Tenho mandioca que não é irrigada e já está sentido."

De acordo com a Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT) de Jundiaí informa que encaminhou, para a base de contatos de produtores rurais cadastrados na Unidade, sugestões para amenizar os efeitos que a geada pode causar em plantações. São sugestões que servem para todos os tipos de cultura.

A Defesa Civil de Jundiaí esclarece que o órgão atua na ocorrência de desastres naturais e no caso de baixas temperatura, como ocorreu no final do mês, será emitido um alerta, chamado de 'Aviso de Risco Meteorológico', para a população com recomendações para se evitar danos à saúde principalmente de crianças e idosos, que são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio.

TEMPERATURA

Segundo o Climatempo, site especializado em previsão do tempo, as temperaturas começam a cair na cidade na quarta-feira (28), dia em que deve chover. A sexta-feira (30) será o dia mais crítico, com mínimas previstas de 2°C e geada pela manhã.

A partir de quarta-feira (28), os termômetros devem baixar e, com isto, os produtores rurais da cidade, que já passaram por uma geada na última semana e uma chuva de granizo no fim de maio, torcem para que esta nova frente fria não cause mais danos às plantações.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: