Jundiaí

Vacinação covid-19: Jundiaí abre agenda para 30 e 31 anos, Educação e repescagem

O agendamento das doses será aberto a partir do dia 29, às 11h e atenderá também profissionais Educação


Divulgação
Vacinação será aberta para a população com 30 e 31 anos, além de repescagem e profissionais da Educação
Crédito: Divulgação

Nesta quinta-feira (29), as equipes da Prefeitura de Jundiaí, da Unidade de Gestão de Promoção de Saúde (UGPS), farão a retirada de 9,8 mil doses de vacinas contra a covid-19 na Diretoria Regional de Campinas (DRS), no período da tarde. Com o quantitativo será possível à cidade avançar com a aplicação da primeira dose para os públicos de 30 e 31 anos, profissionais da Educação e repescagem para 34 anos ou mais. Na semana passada foi encaminhado ofício para o Governo do Estado solicitando o encaminhamento de 30 mil doses de vacinas para complemento de vacinação aos grupos determinados.

O agendamento das doses será aberto no dia 29 às 11h, para pessoas com 31 anos. Já às 17h, será aberta a repescagem para pessoas com 34 anos ou mais. Na sexta-feira (30), o agendamento será às 11h para profissionais Educação e às 17h, para pessoas com 30 anos. O agendamento será disponibilizado pelos canais digitais da Prefeitura de Jundiaí (site e APP Jundiaí).

No dia da vacinação, é essencial que a pessoa, além de ter realizado previamente o cadastro dos dados no Vacina Já, apresente um comprovante de residência no seu nome e documento de identificação com foto e, para os profissionais de Educação, além da documentação acima, necessário apresentar o QR Code emitido pelo Vacina Já.

Quem tiver possibilidade, pode fazer a doação de alimentos não perecíveis para a Campanha Vacinação Solidária, do Fundo Social de Solidariedade (Funss), que serão encaminhados para famílias em situação de vulnerabilidade.

Jundiaí contabiliza, nesta quarta-feira (28), 330.123 doses aplicadas, com 239.512 doses em primeira dose e 90.611 em segunda aplicação ou única aplicação. “Jundiaí adota a estratégia de avançar as faixas etárias a partir do recebimento de doses suficientes para o atendimento de maior quantidade do grupo populacional. Como a cidade cresceu em população, o quantitativo de doses recebido não tem sido suficiente para o atendimento de todos os moradores. Semanalmente temos feito a solicitação de grades adicionais para o avanço do calendário de maneira equânime em todo o Estado”, detalha o gestor da UGPS, Tiago Texera.


Notícias relevantes: