Jundiaí

Prefeitura de Jundiaí apresenta PPA para os próximos quatro anos


Divulgação
Parimoschi nos estúdios da TVTEC durante audiência pública, na noite desta quarta (18)
Crédito: Divulgação

A Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Governo e Finanças, realizou uma audiência pública on-line para apresentar o Plano Plurianual (PPA) 2022-2025 na noite desta quarta-feira (18). O PPA é um documento que define as diretrizes e o plano de ação do governo, bem como suas prioridades, para um período de quatro anos de gestão. A audiência foi transmitida ao vivo nas redes sociais da Prefeitura e da TVTEC.

“O PPA dá o norte aos nossos investimentos em políticas públicas para os próximos anos e em todo seu processo contamos com a participação popular, como 643 contribuições recebidas pela internet, mil entrevistas feitas por telefone, 11 encontros virtuais com grupos focais, além de utilizar ferramentas importantes como esta audiência pública, que é a segunda que fazemos este ano sobre o plano”, explicou o gestor de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi. “Jundiaí se destaca no cenário estadual e nacional porque consegue tirar do papel projetos que trazem benefícios para a vida das pessoas, e isso continua sendo o foco de nosso trabalho para o futuro.”

Como lembrou o diretor de Planejamento e Governança, Fernando Luis Polo, cada unidade de gestão municipal fez um diagnóstico de seus problemas e necessidades de avanço para o desenho da política pública que passa a compor o PPA. “É essencial observar os recursos, pois eles são limitados”, declarou o diretor. “O que torna nosso desafio ainda maior para a preparação desse plano.” Polo também citou os três pilares fundamentais para a realização do PPA: Modelo de Gestão Inovador, Observância das Diretrizes e Equilíbrio Financeiro e Orçamentário.

Todos os programas de governo de Jundiaí, contidos no PPA, estão alinhados aos ODSs (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), da Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas). O valor total estimado do plano para os próximos quatro anos é de R$ 13,1 bilhões.

Durante a audiência pública, dúvidas enviadas por e-mail e nos comentários nas redes sociais foram sanadas em tempo real por todos os gestores municipais, que participaram de maneira on-line e falaram sobre investimentos em Saúde, Educação, Esporte, Segurança Municipal, Obras, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social e no conceito Cidade das Crianças. Foram apresentadas dúvidas sobre tratamento os reflexos da covid na saúde mental por exemplo, telemedicina, revitalização de áreas públicas para aulas ao ar livre e práticas esportivas (incluindo centros esportivos que já estão passando por melhorias), construção de nova escola no Vetor Oeste, investimentos em assistência social, entre outras.

Cenário nacional e local

Parimoschi apresentou um panorama da economia nacional e municipal e, com ele, o desafio da administração pública frente a inúmeras variáveis. O gestor de Governo e Finanças lembrou que os números atuais da economia brasileira não são animadores, como alto desemprego (14,6% no país) e aumento tímido do PIB (Produto Interno Bruto) se levado em conta a queda registrada no ano anterior.

Além do PIB e do desemprego, foram citadas a inflação e a taxa de juros. “Na elaboração de um plano para os próximos anos, não podemos deixar de levar em conta os principais indicadores da economia nacional, que afetam a qualidade do planejamento”, observou Parimoschi, que também lembrou outros desafios pela frente, como o aumento da procura pela escola pública e pela rede pública de Saúde, além de questões previdenciárias.

“A despeito de tudo isso, devemos lembrar que Jundiaí é uma potência, a sétima economia do Estado, a 17ª do Brasil, e, aliada a uma boa gestão, uma cidade que tem todas as condições para continuar se desenvolvendo e entregando serviços de qualidade para a população”, finalizou o gestor.

Todas as informações sobre o Plano Plurianual podem ser consultadas no site https://jundiai.sp.gov.br/ppa/ e no Portal da Transparência. O PPA será encaminhado à Câmara Municipal em 31 de agosto, onde será votado pelos vereadores.


Notícias relevantes: