Jundiaí

Conferência inicia debate sobre desafios e avanços na Assistência Social


Divulgação
Conferência segue até esta sexta (20), quando será elaborado documento final e serão eleitos os delegados
Crédito: Divulgação

O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) deu início, na manhã desta quarta-feira (18), à 12ª edição da Conferência Municipal de Assistência Social. Com tema “Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público, para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”, a programação on-line segue até esta sexta-feira (20), com a análise das propostas da última conferência, realizada em 2017, além de propor as diretrizes para os próximos anos e para ser levadas às etapas estadual e federal da conferência.

Participam dos encontros servidores da UGADS, trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas), usuários da assistência e representantes do Poder Público e de Organizações da Sociedade Civil (OSC) parceiras.

A programação da manhã contou com uma Mesa de Abertura, com a leitura de regimento, debates, com a palestra sobre o tema desta edição com a servidora Edilaine Cardoso, e com a conferência das prioridades estipuladas pela última conferência. Entre as propostas da última conferência que já foram cumpridas ou garantidas em Jundiaí estão a garantia de provisão orçamentária para benefícios, por meio do Plano Plurianual; a criação do serviço de residência inclusiva para os jovens de abrigos institucionais ao atingirem 18 anos; a qualificação profissional permanente de servidores; o aprimoramento do serviço do Cadastro Único (Complexo Fepasa); e a informatização do sistema dos equipamentos da rede socioassistencial, atualmente em desenvolvimento pela Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun).

Rodrigo Pierobon, presidente do CMAS, fez a fala de abertura. “Na contramão do retrocesso no cenário nacional, Jundiaí tem dado passos importantes no avanço das políticas públicas socioassistenciais. No entanto, a pandemia tem feito com que a pobreza e o desalento avancem com passos ainda mais rápidos. O papel da Conferência é propor os avanços que ainda são necessários e como o Poder Público, a sociedade civil e o empresariado podem contribuir para isso”.

O prefeito Luiz Fernando Machado foi representado na Conferência pelo gestor da Unidade de Gestão da Casa Civil (UGCC), Gustavo Maryssael de Campos. “Como o prefeito gosta de reiterar, apesar da força e pujança da economia de Jundiaí, a característica mais importante do Município é o desenvolvimento das pessoas sem deixar ninguém para trás. O foco da Prefeitura na Educação e geração de emprego, assim como os cursos e capacitações desenvolvidos pelo Fundo Social de Solidariedade, pelo Desenvolvimento Econômico e pela própria UGADS, são ferramentas que criam as oportunidades para que as pessoas tenham dignidade e protagonismo e que sejam reduzidas as desigualdades. Nossa expectativa é de que o debate nesta Conferência seja muito produtivo e que os seus resultados e propostas sejam trazidos até a administração”.

A gestora da UGADS, Maria Brant, contextualizou o trabalho desenvolvido. “A pandemia exigiu da UGADS muita reflexão e muito trabalho em equipe. Para combater os reflexos negativos da pandemia, a concessão de benefícios, antes eventual, acabou se tornando uma prática permanente. Neste momento, temos a alegria de poder começar a refletir sobre a retomada dos demais serviços e de poder iniciar a operacionalização do Benefício Social Emergencial, possível graças à parceria com os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e da Pessoa Idosa (Comdipi)”, compartilhou a gestora, fazendo uma homenagem a seu predecessor, Roberto Araújo, falecido em março deste ano, vítima da covid-19.

Dona Marina Gonçalves Neto, moradora do Jardim Novo Horizonte, teve uma fala representando os usuários do Sistema Único de Assistência Social (Suas), compartilhando sua experiência junto ao serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos no bairro. “Graças ao que aprendi nos grupos, hoje me considero uma artesã, uma bordadeira, e isso me ajuda em parte do meu sustento. Sou uma usuária exigente, que cobra e que também agradece pelos bons serviços que a Prefeitura já fez no bairro, como por exemplo o novo sistema de coleta de lixo no bairro. Compartilho a minha gratidão. Tudo o que veio para nós foi também por meio da Assistência Social”.

O presidente da Câmara Municipal, Faouaz Taha, também ressaltou a importância da aprovação pelo Legislativo do Benefício Social Emergencial e como a ação integrada do Poder Público com a sociedade civil pode trazer soluções mais efetivas para temas como impacto socioeconômico da pandemia e da população em situação de rua.

Programação
A programação segue para os inscritos nesta quinta (19), com os debates nos eixos dos Grupos e elaboração das prioridades, e nesta sexta-feira (20) com as conclusões das prioridades do Município e a apresentação de candidaturas e eleição dos delegados para representar o Município na etapa estadual, prevista para outubro.


Notícias relevantes: