Jundiaí

Contratações de fim de ano começam pelo Dia das Crianças

A expectativa é que o fim do ano seja melhor do que o mesmo período do ano passado


JORNAL DE JUNDIAI
Maurício Testa afirma que a expectativa é melhor em relação ao último ano
Crédito: JORNAL DE JUNDIAI

Lojas de brinquedos começam a aquecer o mercado de trabalho para o final do ano por conta do Dia das Crianças. Com a demanda elevada, as contratações temporárias acontecerão mais próximo da data, mas a expectativa, como adianta o presidente do Sindicato dos Empregados no Comercio de Jundiaí e Região (Sincomerciários), Milton de Araújo, é boa.

"A gente estava sofrendo as consequências da pandemia, mas começou a melhorar. O comércio já está funcionando e já tem gente dizendo que a situação está melhor. Acredito que neste ano o setor vá contratar bastante gente", explica.

A expectativa, segundo o presidente, é que o fim do ano seja melhor do que o mesmo período do ano passado. "Esse fim de ano vai ser importante para o comerciário, o comerciante e também e cliente porque as pessoas querem comprar. Já temos uma reabertura, mas estão esperando uma reabertura total com segurança para gastar."

Ele diz que a elevação de preços não deve espantar o consumidor. "As empresas devem pegar 10% a 15% de temporários. Esperamos que dezembro seja praticamente igual ao de 2018 ou 2019. A inflação está alta, mas mesmo assim o pessoal que gastar."

BRINQUEDOS

Líder de uma loja de brinquedos, Maurício Testa, se diz otimista com o período. "No ano passado o Dia das Crianças coincidiu com a pandemia, por isso este ano esperamos vender mais. Ninguém foi contratado ainda para este ano, mas há a expectativa de contratação um pouco mais perto da data."

Ele diz que há mais brinquedos também neste ano. "Compramos brinquedos muito antes do fim do ano, mas está vindo bem mais mercadoria que no ano passado. Em 2020, a gente praticamente trabalhou apenas com o que tinha no estoque da loja mesmo."

O gerente de uma loja de brinquedos no Centro de Jundiaí, Emerson Grosseli, diz que é esperada um temporada de vendas melhor neste ano. "A gente sempre espera aumento, mas não consigo dizer em porcentagem porque não há parâmetro em relação ao ano passado. A economia está aquecida, mas as vendas vão sendo retomadas gradativamente."

Sobre contratações temporárias, ele conta que vão acontecer. "A gente pretende contratar temporários porque nossa contratação é sazonal para o Dia das Crianças e o Natal, mas não vou colocar o mesmo número de funcionários que coloquei em 2019. Vou contratar de acordo com o aumento das vendas e ainda não está tão alto."

Até o Dia das Crianças a tendência pode mudar, mas, no momento, as crianças querem os brinquedos da moda, o polvo do humor e o pop it. "Ano passado vendeu bastante jogo para a família toda interagir. Acho que o que realmente vende é o que está na mídia, tendo pandemia ou não. Neste ano, pop it tem bastante procura e o polvo do humor, por causa da internet."

(Nathália Sousa)

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: