Jundiaí

Aterro Sanitário mantém padrões e parque é utilizado pela população


Divulgação
Parque Comunitário foi construído em parte do antigo aterro sanitário
Crédito: Divulgação

Desativado em 2006, o aterro sanitário de Várzea Paulista, localizado na via Walter Gosner, tem o monitoramento constantemente realizado pelo Consórcio Intermunicipal para Aterro Sanitário – Cias – formado pelos municípios de Jundiaí, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista, Louveira e Vinhedo, mantendo os padrões de emissões de gases e células do aterro sanitário e destinando adequadamente o chorume, além do controle geotécnico da área.

Parte do antigo aterro sanitário foi transformada em um Parque Comunitário, que conta com quadras poliesportivas e que são utilizadas pela população do entorno para recreação. A área remanescente está em processo de estabilização físico-químico da massa de resíduos para a sua utilização. Para acompanhar a estabilidade das células, foi implantado um sistema de monitoramento geotécnico da área do aterro, realizada por meio de uma rede de marcos superficiais, que permite a observação dos deslocamentos horizontais e verticais do maciço de resíduos.

São ações de monitoramento e controle com fins de minimizar os impactos no ambiente, e que, continuamente realizadas, possibilitarão a reintegração integral da área.

Os monitoramentos são realizados diariamente, semanalmente, mensalmente e a cada trimestre por empresas especializadas contratadas pela Cias, com envio de relatórios à Cetesb e ao Ministério Público.



Notícias relevantes: