Jundiaí

Faltando 20 mil doses, Jundiaí não terá repescagem

No estado de SP, mais de duas milhões de pessoas não tomaram a primeira dose


DIVULGAÇAO
As vacinas contra a covid-19 já chegam direcionadas a uma faixa etária
Crédito: DIVULGAÇAO

Em Jundiaí, cerca de 20 mil pessoas com idade entre 18 e 60 anos ainda não tomaram a vacina contra a covid-19 pela falta de doses enviadas a este público. Assim como em outros municípios do estado, Jundiaí tem feito solicitações para que a vacinação continue avançando.

Segundo o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de São Paulo (Cosems/SP), há no estado mais de duas milhões de pessoas que não tomaram a primeira dose no tempo estipulado e agora não conseguem tomar. O Cosems pede que o envio dessas doses seja feito o quanto antes.

Além de Jundiaí, os demais municípios do Aglomerado Urbano de Jundiaí foram questionados por falta de doses e, dentre os que responderam, Várzea Paulista alegou não ter falta de doses, Louveira identificou defasagem de cerca de quatro mil doses, Itupeva estima que 10% a 20% da população de 18 a 60 anos não recebeu a vacina e Cabreúva disse ter falta de doses para quem tem mais de 25 anos.

TENTATIVA

Entre os jundiaienses que aguarda pela vacinação está Wilton Oliveira Pires, de 29 anos, que afirma ter perdido a agenda. "Tinha perdido o agendamento porque não sabia quando tinha saído para a minha idade. Quando fui ver, já tinha passado há uma semana. Venho tentando todas as quintas-feiras e não consigo. No postinho, eles falam que tem que entrar no site. Entro toda quinta 17h e já não tem vaga."

Pires não esconde o temor da falta de imunização dele e de várias pessoas. "Quem perdeu a primeira dose não consegue se vacinar. É ruim, ainda mais para nós que trabalhamos em contato com as pessoas e não sabemos quem se vacinou ou não", lamenta.

PEDIDO

O gestor da Unidade de Promoção da Saúde de Jundiaí (UGPS) e secretário do Cosems, Tiago Texera, diz que o pedido por essas doses aconteceu neste mês. "No dia 19 de agosto, estivemos, enquanto Cosems, em reunião, levando este pleito ao governo estadual. A campanha de vacinação está avançando, o que é bom, mas nós notificamos que algumas pessoas com idade entre 18 e 60 anos ficaram para trás nos municípios".

Por conta dessa reivindicação, o próprio estado fez um levantamento com os municípios sobre o número de doses faltantes. "Pedimos essas 20 mil doses com urgência para concluir a vacinação, porque, se não recebermos, esta semana já não haverá repescagem", diz Texera.

A demanda foi maior que a esperada. "Desde a faixa etária de 42 anos, tivemos sobra de doses e viemos abrindo repescagem para quem não pôde tomar a primeira dose por estar gripado ou internado, mas entendíamos que este grupo era menor do que os que estão na repescagem agora. Percebemos que houve um movimento de escolha de vacina na cidade. Nas últimas semanas, as repescagens foram abertas com 1,5 mil doses, mas havia mais de 5 mil pessoas no site querendo agendar."

A conclusão para a terceira em idosos dependerá da chegada de imunizantes. "Jundiaí ainda tem cerca de 220 mil doses a serem aplicadas, isso se não abaixar mais a faixa etária."

Procurada, a Secretaria de Saúde do estado de São Paulo apenas indicou que a Coordenadora do Plano Estadual de Imunização (PEI), Regiane Cardoso de Paula, havia mencionado o tema em coletiva de imprensa ocorrida ontem (30).

"Dos 645 municípios, 349 municípios têm um saldo de 229 mil doses. Estamos avaliando aquilo que os municípios pleitearam, estamos olhando e referenciando junto à plataforma VaciVida e vamos ter um posicionamento mais claro, mas, no dia de hoje, 829 mil doses da vacina ainda estão disponíveis nos 349 municípios", afirma.

(Nathália Sousa)

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: