Jundiaí

Cai em 30% o número de doadores de sangue em Jundiaí


ARQUIVO PESSOAL
Áurea Denigres ressalta que a demanda dos hospitais tem aumentado
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

A Sociedade Beneficente Coleta de Sangue (Colsan) registrou queda de 30% no número de doadores em Jundiaí. Com os hospitais voltando a rotina, a demanda continua a mesma e a chegada de mais voluntários é necessária.

A gerente administrativa da Colsan Áurea Denigres não tem certeza sobre o motivo da queda, mas pede atenção para as doações. "Antes nós pensávamos que a pandemia, por conta do isolamento, impedia que os doadores viessem, mas agora seja a volta da rotina que esteja deixando as pessoas sem tempo para vir doar sangue", diz.

A maior necessidade do hemocentro é a doação dos tipos sanguíneos O- e O . "O sangue O- é o doador universal e é muito importante nas áreas de emergências dos hospitais, enquanto o O é o que tem maior demanda", afirma.

Apesar da falta de doadores, a Colsan continua atendendo 14 hospitais de Jundiaí e Região, com destaque para o Hospital São Vicente. "Com os hospitais atendendo normalmente as demandas além da covid, o consumo de sangue está voltando ao que era antes da pandemia, por isso a presença de doadores é importante", aponta a gerente.

Os interessados em doar podem agendar o atendimento pelo aplicativo 'Colsan - Doe Sangue, Doe Vidas', como também podem apenas ir ao hemocentro. "Continuamos seguindo os protocolos sanitários e agora temos uma sala de espera externa. Quem estiver com pressa pode agendar uma visita, mas não é obrigatório", diz Áurea.

Quem já estiver vacinado contra a covid-19 com a CoronaVac deve esperar 48 horas para doar. Os vacinados com a Pfizer, AstraZeneca e Janssen devem esperar sete dias.

DOAÇÃO

Para fazer a coleta é necessário ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50kg, estar saudável, bem alimentado e munido de documento de identidade com foto. Deve-se evitar refeições pesadas e gordurosas antes da coleta.

A Colsan fica na rua 15 de novembro, 1848, Vila Municipal, e funciona de segunda a sábado das 7h30 às 12h30. Mais informações pelo telefone (11) 4521-4025 ou site https://www.colsan.org.br/site.

(Giovana Viveiros)


Notícias relevantes: