Jundiaí

Tarifa de intermunicipais sobe 15% a partir de hoje

TRANSPORTE O reajuste foi determinado pela Artesp e atinge usuários que se deslocam entre cidades


        ALEXANDRE MARTINS
O reajuste, segundo a Artesp, deveria ter ocorrido há mais de um ano
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

A partir desta quinta (9), quem precisa se locomover para alguns municípios da região utilizando o transporte rodoviário terá que preparar o bolso. A tarifa reajustada em 10% para os ônibus rodoviários e em 15% para os suburbanos foi autorizada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), mas não agradou os usuários. (veja abaixo como ficam os preços).

O operador de telemarketing Felipe Nathan Monteiro utiliza o transporte diariamente entre o trecho Várzea Paulista e Jundiaí e diz que o aumento irá impactar no orçamento. "Acho o aumento um absurdo, principalmente por conta da situação econômica. Pagar R$ 4,75 já é um valor alto, acho que deveria manter", reforça ele ao lembra que agora pagará R$ 5,45.

A auxiliar de limpeza Elisabete Aparecida da Silva Santos acha que a inflação, de fato, está alta, mas os salários não acompanham. "Eu trabalho em Jundiaí e moro em Várzea Paulista. Não tiro a razão do aumento porque subiu tudo, mas o salário não aumenta. Está complicado. O importante é colocar mais ônibus nas linhas, os horários de agora estão cruéis, principalmente de manhã."

Recepcionista, Giovanna Galassi mora em Campo Limpo Paulista e trabalha em Jundiaí. "Venho todos os dias, de segunda a sábado. Acho o aumento absurdo. A gente entende que muita coisa aumentou, mas não está na condição de fazer isso. Uma empresa não vai querer pagar R$ 12 por dia para um funcionário de Campo Limpo."

Morando em Várzea Paulista, o pizzaiolo Jocemar Alves, o Bira, diz que o deslocamento para Jundiaí é complicado. "É um desconforto para todo mundo. A empresa paga uma parte da passagem e desconta 6% do meu salário. Agora que as coisas estão andando melhor, não acho que devia aumentar, não teve reajuste de salário ainda."

REGULAÇÃO

A Rápido Luxo Campinas informa que atende às determinações da Artesp, órgão que regula o transporte de todo o estado. Assim, segue o reajuste imposto pela agência. Quanto à demanda crescente, a empresa informa que faz acompanhamento diário da situação para caso seja necessário o implemento de mais ônibus nas linhas.

A Artesp informa que postergou os reajustes por mais de um ano e meio, por causa da pandemia. Contudo, eles são necessários por causa das atuais altas no preço de insumos, em especial o diesel. Os aumentos expressivos representariam a necessidade de reajuste de mais de 60% ao usuário final, mas os repasses serão menores: de 10% para as linhas rodoviárias e 15% para as suburbanas.

Na região, ônibus e Jundiaí a Várzea custa agora R$ 5,45; a Campo Limpo Paulista, R$ 6,20; a Franco da Rocha, R$ 6,55, a Jordanésia, R$ 6,25; a Cajamar R$ 7,75; a Botujuru (Campo Limpo), R$ 5,75; a Itupeva, incluindo o Serra Azul, R$ 5,75; a Cabreúva, R$ 7,20; ao Jacaré (Cabreúva), R$ 6,90; a Indaiatuba R$ 8,80.

CIRCULARES

Nas cidades, o reajuste de tarifas para o transporte municipal ainda não é cogitado. Em Jundiaí, a Unidade Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) informa que o contrato de concessão prevê a revisão das tarifas de remuneração e ao público apenas no mês de novembro, quando é preciso apurar os custos do sistema e avaliar o impacto no contrato.

A Prefeitura de Várzea Paulista, por meio da Unidade de Trânsito e Transporte, informa que as linhas municipais não serão reajustadas e não há nenhuma tratativa nesse sentido.

Em Louveira, também não há nenhum estudo para reajuste da passagem, que já teve redução de R$ 2,20 em maio deste ano.

A Viação Itupeva informa que há em curso um estudo tarifário para avaliar a necessidade, ou não, do reajuste, tendo em vista que o valor no município está mantido há mais de três anos.

Em Campo Limpo Paulista, não há aumento previsto para as linhas municipais.

Jarinu e Cabreúva foram procuradas, mas não responderam até o fechamento desta edição.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: