Jundiaí

Cerca de 80 mil pessoas de Jundiaí tomarão a 3ª dose

VACINAÇÃO Com a perda da eficácia da vacina, idosos já recebem um reforço da imunização na cidade


JORNAL DE JUNDIAI
Constante Santana diz que não se preocupa e já se sente tranquilo
Crédito: JORNAL DE JUNDIAI

Jundiaí iniciou no último sábado (11) a vacinação contra o coronavírus em idosos com 90 anos ou mais, seguindo uma ordem decrescente para a aplicação da terceira dose. A previsão é que 80 mil pessoas com mais de 60 anos tomem a terceira dose.

Segundo a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), na primeira etapa 788 pessoas foram vacinadas e, a partir desta quarta (15), será a vez das pessoas entre 85 e 89 anos. (Leia na versão on-line do JJ).

Em relação aos imunossuprimidos, a cidade estima que sejam mais 1,5 mil, que terão a aplicação realizada a partir da recepção de lote de vacinas específico para o grupo.

EXPECTATIVA

Até que o recebimento de novos lotes ocorra, os idosos, grupo de risco da covid-19, esperam ansiosos. Este é o caso do casal Irineu Passos, de 70 anos e sua esposa Izabel Passos, de 66 anos. A filha do casal, Cristiane Passos, de 40 anos, diz que os pais estão ansiosos.

"A gente está com bastante expectativa porque meu pai tem câncer e é renal crônico. Seria muito perigoso se ele contraísse a covid."

Mesmo mantendo os cuidados, a terceira dose será importante para sentirem mais segurança. "Eles usam máscara, álcool em gel, não vão em local com aglomeração, mas não veem a hora de tomar para sentir mais segurança", relata Cristiane.

Mara Izilda Martins Camargo, de 78 anos, está em Jundiaí há alguns meses, na casa do filho, e diz que espera a cobertura vacinal e a divina. "Eu achei que estava segura com duas doses, mas sempre com Deus no meio. A gente não sabe o que pensa, tem medo de ser ruim também tomar uma terceira dose. Confio a Deus, já morreu conhecido meu com duas vacinas, mas se é da vontade de Deus, a terceira dose vai funcionar. Tem que tomar vacina para as doenças mesmo."

Ana Maria Siqueira Chaves, de 69 anos, se preocupa principalmente com o marido. "Já tomei as duas doses, meu marido também, que tem 80 anos. Se precisar da terceira, vou tomar. Os médicos que sabem. Eu senti segurança com a segunda dose, mas mesmo assim a gente se cuida porque meu marido é transplantado renal. Tomamos a vacina da gripe também, a gente sempre toma, e não tivemos mais gripe, quer dizer, vacina faz efeito."

Já Constante Santana, de 75 anos, diz não se sentir muito preocupado. "Já tomei as duas doses. Estava tranquilo antes e ainda estou. Não me preocupo com a demora para tomar e acho que o tempo vai dizer se outras doses ainda serão necessárias."

O que o preocupa, porém, é que a esposa não consegue agendar a vacina para ela. "Minha esposa tem 45 anos e não consigo agendar de jeito nenhum para ela. Entra no site, com um minuto já acabou."

Para as pessoas que têm entre 18 e 59 anos, há um déficit de vacinas em Jundiaí. A cidade informa que já encaminhou ofícios de forma reiterada ao estado, solicitando as 20 mil doses. No entanto, ainda não há liberação desta grade para o município.

DADOS

De 1º de agosto até ontem, 72,1% das mortes registradas em Jundiaí em decorrência da covid-19 foram de pessoas com mais de 60 anos. Em janeiro deste ano, os idosos representavam 86,36% das pessoas que morriam pela doença na cidade. Já em junho, pessoas com 60 anos ou mais eram 50,3% das vítimas. Este movimento de parábola alerta para a necessidade da terceira dose neste público.

AGENDAMENTO

Ainda segundo a UGPS, o primeiro agendamento para quem tem 85 anos ou mais foi esgotado na manhã de ontem (13), mas um novo será aberto para o grupo nesta quarta-feira (15), às 11h, para atendimento em sistema drive-thru. As aplicações para este público vêm ocorrendo neste formato, o mesmo adotado no início das imunizações de idosos na cidade. De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica (VE), estão elegíveis para o recebimento, pelos critérios estabelecidos pelo Plano Estadual de Imunização (PEI), 4 mil idosos com 85 anos ou mais.

Até ontem, de acordo com dados do site do governo do estado, Vacina Já, a cidade registra 526,8 mil doses aplicadas entre primeira, segunda e dose única.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: