Jundiaí

Em Jundiaí, artesãos já começam a confeccionar produtos natalinos


DIVULGAÇÃO
Marcelo Alves da Silva produz guirlandas reutilizando materiais
Crédito: DIVULGAÇÃO

Com foco nas festividades natalinas e pensando em uma renda extra, artesãos de Jundiaí já começaram a confeccionar itens e peças decorativas como forma de atrair a clientela e agregar renda.

Guirlandas, botas, toalhas e bonecos são alguns dos itens confeccionados. A proprietária de uma loja de artes, Sandra Regina Vassoler Zanetta, sempre dá preferência às peças feitas à mão e este ano não será diferente. Os produtos dos profissionais já começaram a chegar.

"As confecções natalinas começaram em junho, pois como os picos de vendas são sazonais, quando termina um período, como a Páscoa, já penso na próxima", conta.

São pelo menos 12 artesãs produzindo e vendendo na loja. "Temos já à disposição dos clientes peças de madeira, itens de tecidos, toalhas para lavabo, guardanapos e bonecos decorativos", pontua.

Sandra ressalta a importância do espaço como uma oportunidade de renda para as artesãs, além da divulgação dos trabalhos e troca de experiências que gera. "É como uma grande família, compartilhando conhecimento e criatividade", comenta.

Com peças a partir de R$ 35, ela comenta que até o final de mês a maioria das peças comercializadas na loja será com tema natalino. "Muitas pessoas já estão nos procurando, inclusive, vendemos um presépio de madeira esses dias. Além do espaço físico, vendemos por encomenda também", explica.

Há 16 anos em funcionamento, a loja de Sandra conta com as divulgações nas redes sociais e principalmente, com o boca a boca dos clientes. "Nossos produtos são de muita qualidade, todos feitos a mão, de maneira artesanal, com toques artísticos, detalhados e cuidadosos", diz.

RENDA EXTRA

O operador de máquinas Marcelo Alves da Silva começou a confeccionar guirlandas há três anos, por conta de sua paixão no artesanato. Como conseguiu um bom retorno, não parou mais de produzir.

"Fiz por fazer, assim como produzo filtro dos sonhos, por exemplo, mas aí o pessoal foi gostando e comprando. Comecei agora em setembro, pois é uma boa época para encontrar e comprar material, além disso, consigo confeccionar com mais calma e vou me inspirando em coisas diferentes para cada item sair com um toque especial e autêntico", pontua.

Silva produz e publica nas redes sociais para os clientes escolherem. "Faço tudo a mão, do começo ao fim. Desde a armação da argola, com arames e um produto parecido com isopor para dar uma engrossada, depois encapo com tecidos e coloco os enfeites", comenta.

Silva afirma que as pessoas já estão procurando por suas peças. "Até agora, tenho cinco encomendas, principalmente de amigos que vão viajar e já querem garantir algum presente ou enfeite para o Natal. As guirlandas possuem 30 cm por 30 cm e custam R$ 50 cada unidade", diz.

O artesão utiliza muitos produtos recicláveis e retalhos de tecidos. "Vou usando da minha criatividade, reaproveito fantasias de carnaval, por exemplo, para montar os enfeites", ressalta.

(Lucas Hideo)

SIGA NAS REDES

Marcelo: @marceloalves

Sandra: @emporiodasartes


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: