Jundiaí

No ano, 53 mortes e, em três meses, 22 mil multas

EXCESSO DE VELOCIDADE O aumento tem relação com os novos radares, que chegam a 59 neste mês


ARQUIVO JJ
União dos Ferroviários é uma das avenidas com mais multas aplicadas
Crédito: ARQUIVO JJ

Com 53 mortes no trânsito em Jundiaí em 2021, segundo o Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (InfoSiga), os radares mostram que 22.711 motoristas desrespeitaram as leis de trânsito em três meses.

Este número é consequência da volta do funcionamento dos radares e autuação no município desde o segundo semestre deste ano, sendo a principal infração excesso de velocidade.

No mês de junho foram 2.728 multas registradas; em julho, 8.465; e em agosto, 11.518, totalizando 22.711 penalizações por excesso de velocidade até 20%.

O aumento gradual, mês a mês, justifica-se pelo também aumento gradual do funcionamento de novos equipamentos de radar que chegam neste mês de setembro a 59 em funcionamento já em sua quinta e última fase.

INFRAÇÕES

Segundo a Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT), as avenidas com o maior número de multas aplicadas são a União dos Ferroviários e 9 de Julho.

O órgão também explica que é possível recorrer através dos recursos de multa presentes na notificação.

O profissional de logística, Carlos Thiago Lofrano Peinado, de 29 anos, recebeu quatro multas de trânsito no município em um intervalo de um mês. A primeira aconteceu no dia 23 de julho. As infrações cometidas pelo motorista foram por excesso de velocidade até 20%.

As vias onde o motorista foi penalizado foram avenida Antônio Frederico Ozanan (em frente ao Jardim Botânico), Jardim Florestal, avenida dos Imigrantes (Colônia) e avenida União dos Ferroviários.

No ano passado, Peinado não havia recebido nenhuma multa no município e afirma que foi pego de surpresa com a quantidade de radares nas ruas. "Até o começo deste ano eu não tinha nenhum ponto na carteira e fui surpreendido com os radares, até minha mãe foi multada por excesso de velocidade", afirma o motorista.

A reclamação é em relação com a velocidade máxima permitida em algumas vias e a quantidade de radares em um mesmo lugar. "Eu acho um absurdo as ruas do Jardim Florestal, em frente ao shopping, terem velocidade máxima de 40 quilômetros por hora", diz.

Em 2020, sem o funcionamento dos equipamentos de radar, foram aplicadas 18.133 multas de trânsito na cidade até agosto, a partir da ação de agentes de fiscalização. Neste ano, no mesmo período foram 18.754 multas aplicadas por agentes e outras 39.385 por equipamentos de radar. Quanto ao tipo de infração cometida, a mais comum é excesso de velocidade até 20%.

CONSCIENTIZAÇÃO

A Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) realiza campanhas de conscientização com ações para a preservação da vida de motoristas e pedestres, entre ela, o 'Sentindo na Pele' com vivências das dificuldades de pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida.

Quanto aos equipamentos de radar, a UGMT informa que eles têm por objetivo a redução dos acidentes e a preservação da vida, a partir da diminuição das infrações e, consequentemente, do desrespeito às regras de trânsito, como, por exemplo, excesso de velocidade e avanço de semáforo.

Todos os pontos com radares em funcionamento no município estão devidamente sinalizados com placas de aviso sobre a velocidade permitida na via e a presença dos equipamentos de fiscalização.

Além das ações da Prefeitura, o Corpo de Bombeiros realiza campanhas de conscientização para os motoristas, através da Semana Nacional de Trânsito, realizada entre os dias 18 e 25 de setembro, com a finalidade de diminuir índices de lesões e mortes decorrentes de acidentes de trânsito em todo território paulista.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: