Jundiaí

Mês das Crianças traz oportunidades para lição de consumo consciente


Divulgação
É importante que as crianças pratiquem o consumo consciente, sem excessos nem desperdícios
Crédito: Divulgação

O dia 12 de outubro é esperado por muitas crianças, que têm na data um momento para ganhar presentes antes da chegada do Natal. Segundo especialistas, os setores que mais vendem nesse período são os de roupas, brinquedos, calçados, games e doces.

O Procon Jundiaí, por isso, convida adultos e crianças a experienciar maneiras de praticar o consumo consciente, a sustentabilidade e a solidariedade. “Gosto de lembrar um lema da instituição Akatu, que diz que só haverá o suficiente para todos, para sempre, se cada um consumir de um jeito diferente, sem excessos nem desperdícios. Isso é consumo consciente”, afirma a chefe do Procon Jundiaí, Gabriela Glinternik.

Pensando nesse momento, o Procon Jundiaí dá algumas dicas para um Dia das Crianças muito melhor para todos – e para o planeta:

- Antes de ‘jogar fora’ um brinquedo, roupas, eletroeletrônicos ou qualquer outro produto, procure doar ou mesmo trocar com alguém que tenha interesse.

- Quando escolher comprar um produto novo, dê preferência aos que estão disponíveis e foram produzidos mais perto de onde você mora, assim estará colaborando para diminuir a liberação de gases que poluem o meio ambiente e que são prejudiciais a sua saúde – além de contribuir para o desenvolvimento da economia local.

- Substitua ou complemente seu presente com um passeio pelos espaços públicos da sua cidade, como praças, parques e calçadões. Você poderá aproveitar o convívio com a sua criança e vocês poderão conhecer outras pessoas, que muitas vezes moram próximas a você.

- Procure comprar de empresas que ofereçam produtos e serviços mais sustentáveis ou que invistam em projetos que contribuam para melhorar o meio ambiente e a vida das pessoas. ‘De quem’ consumimos é tão importante quanto ‘o que’ consumimos, quando pensamos em sustentabilidade.

- Converse com suas crianças e as incentive para que reflitam se querem mesmo aquele produto. Você poderá trazer exemplos de outras compras em que o produto foi pouco utilizado e elas logo se desinteressaram por ele. Caso esteja acima do seu orçamento, faça as contas e mostre o que planejou para essa despesa. Mesmo que você possa comprar o produto desejado, faça pesquisa de preço e envolva as crianças nisso!

- Não se esqueça de checar se o brinquedo escolhido é adequado para a faixa etária que irá brincar com ele e se possui o selo do INMETRO. Para garantir a segurança da criança, brinquedos nacionais ou importados só podem ser comercializados com esse selo, que deverá estar impresso na embalagem ou em etiqueta afixada no produto.

- A embalagem deve trazer informações relevantes sobre o conteúdo, instruções de uso, de montagem e cuidados, bem como indicação de faixa etária à qual se destina.

- A identificação do fabricante ou importador também é muito importante, por isso, veja se da embalagem constam o CNPJ e endereço do fabricante.

- Exija sempre a Nota Fiscal e, quando se tratar de eletroeletrônicos, com garantia maior do que 90 dias (garantia legal), verifique se as informações sobre a garantia do fabricante acompanham o produto, para fazer valer esse direito.

- Pesquise sempre e tenha muito cuidado com promoções que apresentem um valor muito abaixo daquele praticado no mercado. Você pode ser vítima de um site falso, por exemplo. Prefira os sites “seguros” (com endereço iniciado por https://, na barra de endereços de seu navegador); em geral, estes sites apresentam o símbolo de um cadeado. Antes de comprar, consulte a lista da Fundação Procon SP que traz uma lista de sites não recomendados.

- Qualquer dúvida ou problema, procure uma das formas de atendimento do Procon Jundiaí. O atendimento presencial deve ser agendado com antecedência neste mesmo link. Moradores de outras regiões devem procurar o Procon de sua cidade.

Lista de sites não recomendados pelo Fundação Procon SP

https://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php


Notícias relevantes: