Jundiaí

Jundiaí amplia oferta de exames, consultas e cirurgias


DIVULGAÇÃO
Os exames serão ampliados em várias áreas de saúde, incluindo cirurgias
Crédito: DIVULGAÇÃO

Com a identificação da queda sustentada no número de casos graves de covid-19 na cidade há 15 semanas consecutivas no Hospital São Vicente de Paulo (HSV), a Prefeitura de Jundiaí aplica o plano pós-covid-19 de atendimento em Saúde para a ampliação da oferta de exames, consultas e cirurgias.

Dividido em fases, nesta primeira etapa (outubro a dezembro), a oferta de serviços terá acréscimo de até 250% por mês, com o aporte da tecnologia de teleinterconsulta e telediagnóstico.

A iniciativa tem por objetivo equalizar a demanda gerada pelos 18 meses de pandemia do Novo coronavírus, que exigiu a redução no número de atendimentos em decorrência das necessidades específicas dos serviços. "Durante toda a pandemia da covid-19, Jundiaí não interrompeu os serviços de Saúde. Agora, com a redução no número de casos graves e na demanda por leitos, a ampliação no atendimento se torna realidade, feita de maneira planejada e com a utilização de todos os recursos disponíveis para agilizar o cuidado da população", comenta o prefeito Luiz Fernando Machado.

De acordo com o plano apresentado aos profissionais da rede de Saúde da Prefeitura de Jundiaí, os acréscimos nas ofertas de atendimento alcançam até 25% de aumento ao mês, como é o caso de cirurgias oncológicas no Hospital Universitário. As cirurgias eletivas no Hospital Regional terão acréscimo mínimo de 140% por mês, ou seja, 300 operações por mês no último trimestre do ano. Já o Hospital São Vicente de Paulo (HSV) terá acréscimo de 33% nas cirurgias eletivas, passando das 150/mês para 200.

Em termos de exames, os acréscimos seguem os mesmos percentuais, sendo a tomografia a que registra a maior oferta, com 240% de aumento, passando para 1.440 por mês. O eletrocardiograma com telediagnóstico será acrescido em 168%, passando para 4.781 exames/mês. Endoscopia e Ressonância também superam os 140% de aumento na oferta em cada um, por mês. Ainda de acordo com o planejamento, os percentuais de ampliação em consultas e ou procedimentos em Atenção Básica e Ambulatórios alcançam até 30% de acréscimo, alcançando os 45 mil atendimentos/mês.

"Avançar com o atendimento em Saúde, inovando e ampliando as possibilidades, faz parte das iniciativas da gestão da Prefeitura de Jundiaí, cidade como foco em inteligência e atendimento de excelência", argumenta o gestor de UGPS, Tiago Texera.

Fernanda Souza Costa, moradora no Jardim das Tulipas, aguardava o exame de eletrocardiograma há dois meses. Pelo histórico familiar, o médico solicitou o procedimento para a avaliação. "Estava esperando para a realização do exame e fiquei satisfeita em ser chamada em horário especial para esse atendimento. Sou uma pessoa que não descuida da saúde", comenta.

(Da Redação)


Notícias relevantes: