Jundiaí

Mesmo sem racionamento, AUJ reforça uso consciente

ÁGUA Região não considera racionamento de água no momento, mas mantém cautela sobre o consumo


DIVULGAÇÃO
Em Louveira o racionamento de água, por enquanto, descartado
Crédito: DIVULGAÇÃO

Apesar da falta de chuva e clima seco predominantes na região nos últimos dias, municípios do Aglomerado Urbano de Jundiaí não consideram racionamento de água no momento, visto que represas e reservatórios estão com a capacidade esperada.

Em Jundiaí, a DAE informa que a represa registra 54% da capacidade, o equivalente a 5,1 bilhões de litros de água, número que diminuiu em relação ao mês anterior, quando a represa registrou 65% da capacidade, o equivalente a 6,1 bilhões de litros de água.

Além do rio Jundiaí-Mirim, principal manancial de abastecimento de Jundiaí, a DAE Jundiaí mantém a reversão do rio Atibaia, com o objetivo de garantir o nível da represa em condições operacionais. Até o momento, não se considera haver racionamento. Para que esta água chegue aos imóveis, 57 reservatórios estão instalados no município. Três deles foram entregues em setembro, nas regiões do FazGran, Distrito Industrial e Jardim Carlos Gomes.

NA REGIÃO

De acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o abastecimento nos municípios de Cabreúva, Campo Limpo, Várzea Paulista, Itupeva e Jarinu acontece com regularidade, apesar do forte impacto da estiagem que atinge a região. No momento, os municípios citados descartaram a necessidade do racionamento de água.

A captação da água para abastecimento é feita nos corpos d'água locais, principalmente rios e ribeirões.

A Companhia vem reforçando o pedido para que a população use a água de maneira adequada ao cenário que se apresenta.

Em Louveira, até o momento, não há nenhuma ação de racionamento ou restrição de consumo. Sem chuvas, a Secretaria de Água e Esgoto (SAE) estima que o cenário de abastecimento está garantido até o começo de novembro.

A água do município vem da captação de rios e córregos. Hoje, a captação significa cerca de 40% do limite do reservatório. Nessas condições, é possível garantir o abastecimento da cidade sem qualquer medida de restrição.

BOLETIM METEOROLÓGICO

De acordo com a Defesa Civil do Estado, entre sábado (2) e segunda-feira (4), novas instabilidades irão avançar no Estado, provocando condições para chuvas contínuas e volumosas, seguidas por raios e ventos, na região. A previsão é que em 72 horas chova cerca de 90 milímetros.

CONSCIENTIZAÇÃO

As companhias de saneamento básico e prefeituras dos municípios citados reforçam as campanhas de conscientização da população sobre o uso racional da água e dão dicas para a população reduzir o consumo de água, como usar uma vassoura e balde para lavar quintais com piso, não dar descarga à toa, não usar água corrente para descongelar alimentos e retirar restos de comida de pratos antes de lavar a louça.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: