Jundiaí

Nova exposição nos jardins do Solar do Barão busca despertar os olhares para os espaços de Jundiaí


Divulgação
Placas com as fotos e textos da exposição estão espalhadas pelos jardins
Crédito: Divulgação

O Museu Histórico e Cultural – Solar do Barão abre neste sábado (09) a exposição “Taipa e Palavra”. Montada nos jardins, a mostra segue com entrada gratuita até o dia 14 de dezembro e é composta por uma coletânea de 28 imagens digitais e textos, frutos do caminhar e do olhar da pesquisadora Isabella Ferraro, integrante do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Jundiaí (Compac). “Busco despertar novos olhares para espaços conhecidos da cidade. Ruas, rios, praças, ambientes fabris e de trânsito emergem ocupados por comunidades locais”, afirma Isabella.

A mostra parte do conceito da taipa, técnica construtiva típica do período colonial, e busca celebrar a materialidade de emblemáticos lugares da cidade, caso do próprio Solar do Barão, ressalta Isabella.

De acordo com a expositora, envolvida há dez anos com pesquisas sobre o Patrimônio Cultural de Jundiaí, os visitantes poderão traçar suas próprias rotas pelos jardins, a fim de acompanhar as imagens, citações literárias, registros orais e da memória jundiaiense.

Na avaliação do gestor da Unidade de Gestão de Cultura (UGC), Marcelo Peroni, a exposição nos jardins é um brinde cultural. “Esta nova exposição exalta não somente os temas eleitos pela pesquisadora, como também os investimentos da Prefeitura na preservação do patrimônio municipal. O fato de ser montada nos jardins do Solar revela também a transversalidade da atuação dos Departamentos sob a responsabilidade da Cultura e a sua integração e diálogo com os Conselhos e a comunidade”.

Mais Solar do Barão
Quem visitar os jardins do Solar poderá conferir também as pinturas, a casa da árvore e demais instalações do programa Cidade das Crianças e da campanha Pé de Infância.

Já no museu o visitante pode conferir a exposição “Jundiahy… Jundiaí!”, que narra a História do Município ao longo dos últimos séculos por meio de fontes históricas como arquivos, fotos, documentos e instalações interativas.

O Museu fica na rua Barão de Jundiaí, 762, Centro, e fica aberto de terça a domingo, das 10h às 17h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4521-6259.

Conforme estabelecido pelo Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), o número máximo de visitantes ao espaço é de até 100 pessoas. O controle de acesso é feito no local, sem necessidade de agendamento prévio.


Notícias relevantes: