Jundiaí

CRJ comemora dia do fisioterapeuta


DIVULGAÇÃO
O CRJ teve uma celebração para todos os profissionais do local
Crédito: DIVULGAÇÃO

Para comemorar o Dia do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional, o Centro de Reabilitação Jundiaí (CRJ) promoveu uma celebração para os profissionais que atuam no espaço, em especial aqueles que se dedicaram à recuperação de pacientes pós-covid.

Os profissionais que compõem a equipe do CRJ tem sido muito demandados neste período. Segundo o coordenador de Saúde do CRJ, Alexandre Bittencourt Moreira, além dos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, o dia foi para homenagear todos. "A homenagem foi para os profissionais do CRJ. Nossa equipe é ampla, temos também psicólogos, serviço social, mas a maior parte é de fisioterapeutas, então usamos este dia para homenagear todos."

PANDEMIA

Ele conta que a profissão, da área da saúde, não parou de atuar na pandemia. "Como somos ambulatorial, nosso atendimento foi remoto por alguns meses. Agora temos parceria com o ambulatório pós-covid, com demanda alta de fisioterapia respiratória e psicologia."

Além do atendimento presencial, os profissionais têm visitado os pacientes em casa. "No processo de recuperação da covid, algumas pessoas precisam de cuidados, mas já tem condições de vir. Quem não pode, fazemos atendimento domiciliar. Há em torno de mil pacientes atualmente."

Para o pós-pandemia, Bittencourt vê a demanda mais alta e maior reconhecimento da profissão. "A pandemia trouxe visibilidade e mostrou a importância da fisioterapia, tanto no hospital quanto no ambulatório. Aumentou a procura por fisioterapia, não só para nós, que atendemos com a prefeitura, mas para quem tem clínica também. Existia um certo preconceito, as pessoas achavam que fisioterapia não era algo importante, mas elas têm aceitado melhor e reconhecido a importância. Não só da fisioterapia, também percebemos procura maior de psicologia."

(Nathália Sousa)


Notícias relevantes: