Jundiaí

Entidades buscam por padrinhos 'solidários'

SACOLINHA DE NATAL A meta é presentear crianças e idosos em situação de vulnerabilidade social


                   ALEXANDRE MARTINS
Marina Fernandes participa do apadrinhamento no Bom Pastor há 4 anos
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Faltando pouco mais de dois meses para o Natal, entidades de Jundiaí e Região organizam campanhas de apadrinhamento para arrecadar presentes para crianças em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é buscar voluntários que doem presentes para a montagem das tradicionais sacolinhas de Natal.

A campanha de apadrinhamento de Natal da Associação Bom Pastor, responsável por acolher crianças carentes, fará a captação por meio das redes sociais. O padrinho entra em contato através do número do WhatsApp e recebe a cartinha e uma foto da criança.

Na cartinha há uma apresentação da própria criança para facilitar a escolha dos presentes. "A criança se apresenta, fala sobre seus personagens e suas cores favoritas. Além disso, há indicação de idade e a numeração de roupas e sapatos que elas utilizam", explicou a psicóloga Patrícia da Silva Pacanaro.

Já a campanha da sacolinha de Natal da Associação Amigos em Ação acontece todo ano desde 2003 no Jardim das Tulipas e, neste ano, segundo Maria das Graças Santos, de 62 anos, os padrinhos também podem entrar em contato através do número de WhatsApp para receber os dados das crianças. "O padrinho entra em contato, escolhe quantas crianças quer ajudar e em seguida recebe os dados como a idade e a numeração para as roupas e calçados, para facilitar a escolha do presente que vai compor a sacolinha. Além disso, doações de brinquedos também são muito bem-vindas", explica.

A Associação Sítio Agar, que acolhe crianças, adultos com deficiência e idosos também está arrecadando kits de Natal. "Há três anos estamos arrecadando as doações nessa época em formato de kit, como os de higiene, roupa, material escolar, brinquedos, guloseimas e até mesmo o de café da manhã, que contém o leite, que é muito importante, já que a Associação também cuida de pessoas com deficiência e idosos", conta Altaisa Delmondes, de 33 anos, analista de planejamento.

As entidades pretendem entregar os presentes até o Natal, portanto, é importante que os interessados em participar do apadrinhamento entrem em contato até novembro para facilitar a organização em
dezembro.

AJUDA

Para tornar o Natal das crianças mais feliz, Marina Cândida da Cunha Fernandes, de 57 anos, participa da campanha de apadrinhamento há 4 anos. "Faço questão de participar todo ano, ainda mais nesse momento em que a vulnerabilidade social aumentou e esse provavelmente será o único presente que essas crianças vão receber", conta.

Assim como Marina, a auxiliar administrativa Simone de Paula Souza, de 36 anos, também participa e ajuda a divulgar a campanha todo ano. "Sempre ajudo pois acho importante acolher os mais vulneráveis, e essas crianças que fazem as cartinhas precisam de um presente de Natal. Elas também merecem sentir que foram atendidas pelo Papai Noel"

SERVIÇOS

Para saber mais informações sobre a campanha de apadrinhamento de Natal entre em contato:

Bom Pastor - (11) 99278-3279

Associação Amigos em Ação
(11) 96851-7075

Associação Sítio Agar
(11) 99791-6001


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: