Jundiaí

Cores influenciam autoestima e até mesmo ajudam na depressão

TRUQUE DO COTIDIANO Com a pandemia, busca por consultoria aumentou, já que usar cores mais alegres pode melhorar a sua percepção pessoal e felicidade


                       ALEXANDRE MARTINS
Aline Queiroz explica que a busca por entender as cores aumentou com a pandemia
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

As cores têm um grande impacto no dia a dia das pessoas, sendo capazes, inclusive, de influenciar o humor e motivar a autoestima. Com a pandemia, a busca por consultoria de coloração aumentou justamente porque as pessoas passaram a querer se sentir bem com as cores que usavam ou até mesmo utilizar o bem-estar que as cores oferecem para se distrair do caos que acontecia ao redor do mundo.

De acordo com a consultora de imagem e especialista em coloração pessoal, Aline Queiroz, 44 anos, com a pandemia muitas pessoas passaram a procurar a consultoria por estarem deprimidas. "A maioria relata que a pandemia despertou algo tão profundo, que entenderam que a vida é curta para não usar mais cores."

Aline entende que esse crescimento de demanda está diretamente relacionado à pandemia. "Nós tivemos dois momentos. Logo no comecinho da pandemia o foco das pessoas foi comprar itens de decoração, porque ao serem obrigadas a passar o dia inteiro em casa, começaram a ter vontade de decorar o ambiente para se sentirem mais felizes ali dentro", analisa.

O segundo momento, segundo a consultora, ocorreu a partir de maio de 2021. "Foi quando as pessoas começaram a sair um pouquinho mais, ainda com muito receio, mas decidiram aproveitar as pequenas brechas para procurar a coloração, dessa vez com o intuito de se sentirem bem consigo mesmas."

COR E HUMOR

O Instituto Brasileiro de Psicanálise Clínica divulgou um estudo sobre a influência das cores no dia a dia. Segundo esse estudo cada cor gera uma sensação diferente nas pessoas. Consequentemente, é fundamental saber utilizá-la.

Aline Queiroz explica que as cores têm exatamente essa função: despertar os sentimentos e emoções das pessoas e dar um "up" na autoestima. "Cor é um mundo à parte, um mundo imenso, até mesmo em questão de arquétipo que podemos associar. Ela está em todos os lugares, desde o ferro de passar roupa ao prato que usamos, o carro, tudo. E é capaz até mesmo de despertar sensações físicas como calor e frio."

O segundo passo, conforme a orientação da consultora, é entender o que a pessoa quer passar de mensagem com a sua imagem. "E aí nós fazemos as combinações de cores com base no que fica bom para ela, na cor que ela precisa para melhorar o humor e até se sentir menos depressiva e ao mesmo tempo com o que ela quer passar de mensagem ao se vestir."

Foi exatamente isso que a engenheira química Eliana Pedroso Rodrigues, 42 anos, buscou. "Eu estava cansada da minha imagem. Às vezes eu me olhava no espelho depois de me arrumar e não me sentia sequer motivada a trabalhar. Agora, sabendo usar as cores a meu favor eu me sinto mais disposta, mais alegre."

Ela garante que não é só uma questão de estilo, mas principalmente de bem-estar. "É você olhar no espelho, gostar do que vê e isso te fazer tão bem que você se sente mais feliz."

SIGNIFICADOS

O estudo publicado pelo Instituto Brasileiro de Psicanálise Clínica destaca que a psicologia das cores desperta oito sentimentos em especial: raiva, medo, tristeza, nojo, surpresa, curiosidade, aceitação, alegria. "Cada uma delas é representada por uma cor. Assim sendo, elas desempenham um papel influenciador no comportamento das pessoas."

Aline descreve um pouco das sensações que algumas das cores despertam, como você pode conferir a seguir:

Vermelho: se tiver carro vermelho e for fazer viagem longa há grande possibilidade de sentir mais cansaço e dor de cabeça, pode ser q fique irritadiço. São reações à própria cor.

Amarelo: um espectro que ativa a questão do humor. É uma cor otimista e aconselhada a ser usada por quem está desanimado e precisando de motivação. É uma cor jovem e que desperta esse bem-estar.

Laranja: é uma cor dinâmica, como a GOL, que dá essa sensação de ir de um ponto a outro. Além do dinamismo mostra status social.

Rosa: o tom mais acolhedor. Fizeram uma experiência nos EUA pintando de rosa um presídio e perceberam que os presos ficaram mais tranquilos. O rosa acalma e acolhe, além de demonstrar romantismo, inocência e feminilidade.

Roxo: tem um ar de mistério, principalmente usado nas escolas sacerdotais no passado, porque era uma cor difícil de ser adquirida então só fazia parte das estolas papais. Muito ligada ao divino, à sabedoria, ao luxo.

Verde: a cor representa crescimento, renovação, renascimento. E ela está associada à saúde, natureza, frescor e paz.

Azul: a cor da harmonia, fidelidade e simpatia. Além de ser a cor mais fria, ela está ligada ao conceito de espiritualidade e fantasia. Um estudo mostra que a comida em um prato azul pode dar a sensação de estar mais fria do que se servida em um prato transparente ou branco.

Preto: está associada a elegância, mistério, secreto, poder. Essa cor gera emoções fortes e é uma cor autoritária. Consequentemente, no mundo da moda é considerada elegante e sofisticada.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: