Jundiaí

Fiscalização de parcelamento irregular é tema de reunião com o Ministério Público


Divulgação
Ações de combate a loteamentos irregulares conta com parceria do MP
Crédito: Divulgação

Em continuidade aos trabalhos realizados pelo município no combate ao surgimento de loteamentos clandestinos e irregulares, às obras sem as devidas plantas aprovadas e alvará de execução, foi realizada, na manhã desta quarta-feira (20), reunião com representantes do Município e do Ministério Público para avaliar a Instrução Normativa elaborada pela Comissão Intersetorial que vem tratando do ato normativo para disciplinar o modus operandi do Município diante das irregularidades.

O trabalho preventivo é o foco das ações. “Se nos antecipamos, evitamos o desenvolvimento de futuros problemas. Essa comissão estuda a normatização dos procedimentos nas ações correlatas, fazendo cumprir o poder de polícia no município, ou seja, atuar de fato no combate à irregularidade no município. A participação do Ministério Público é primordial para o bom andamento dos trabalhos”, pontua o gestor da Unidade de Gestão de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi.

As ações realizadas pelo o Departamento de Assuntos Fundiários detectaram 27 novos loteamentos irregulares, sendo os infratores notificados, embargados, multados e até levados a responder criminalmente à investigação da Polícia Civil e Inquéritos abertos pelo Ministério Público.

“Jundiaí tem evoluído em várias áreas e a fiscalização dos parcelamentos irregulares é uma delas. Isso é fruto de diversas gestões e também da melhoria da comunicação e trabalho junto ao Ministério Público”, afirmou o promotor Battalini.

Tanto os loteamentos irregulares, como os clandestinos necessitam de regularização, objetivando trazer segurança jurídica aos ocupantes, melhor ordenamento territorial com relação às adequações mínimas necessárias da infraestrutura e melhoria das questões ambientais do loteamento.

“Há o registro de 216 loteamentos em processo de regularização fundiária em andamento. A reforma administrativa em que estamos trabalhando visa aprimorar os procedimentos da regularização fundiária no município e deve culminar com o alinhamento e atualização da Legislação Municipal à Legislação Federal vigente. As ações que discutimos hoje têm o objetivo de evitar que as construções irregulares se proliferem na cidade e estão alinhadas ao poder de polícia do Município, em função do que define o inciso III do Artigo 85, da Lei 606/2021 (Código de Obras)”, explica o diretor do Departamento de Assuntos Fundiários, Clóvis Pinhata.

A reunião contou com a presença dos gestores de Negócios Jurídicos, Fernando Souza, de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, Sinésio Scarabello Filho, de Infraestrutura e Serviços Públicos, Adilson Rosa, de Assistência Social, Maria Brant, de Segurança Pública, Carla Basson e do superintendente da Fumas, José Galvão Braga Campos.


Notícias relevantes: