Jundiaí

Remoção de prótese mamária aumentou 33% no Brasil

Algumas questões podem fazer com que a paciente deseje retirar as próteses por vontade própria


ARQUIVO PESSOAL
Luís Maatz é cirurgião plástico e mostra como se dá a extração de próteses
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

O número de remoção de implantes de mama aumentou 33% no Brasil, segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica. O explante da prótese de silicone pode ser realizado por desejo da paciente ou por indicação médica.

Segundo o cirurgião plástico Luís Felipe Maatz, algumas questões podem fazer com que a paciente deseje retirar as próteses por vontade própria. "A paciente pode desejar diminuir o volume das mamas após algum tempo de cirurgia por questões estéticas ou por algum incômodo no local, como a sensação de peso", explica.

Além disso, em alguns casos pode haver indicação médica para a retirada ou troca das próteses. "As indicações mais comuns são a contratura capsular, que ocorre quando o organismo detecta um corpo estranho, ou a ruptura do implante", completa.

Antes de realizar o implante da prótese de silicone, é necessário procurar um cirurgião plástico habilitado e estar em bom estado de saúde. Entretanto, a doença do silicone, também conhecida como síndrome de Asia, sigla em inglês para "Síndrome Autoimune/Inflamatória Induzida por Adjuvantes" é rara e pode fazer com que pacientes geneticamente suscetíveis desenvolvam uma resposta autoimune à prótese, causando alguns sintomas.

Segundo o cirurgião plástico, os sintomas mais comuns da síndrome são dores musculares, fraqueza, artrite, que é a inflamação das articulações, alterações cognitivas como perda de memória, febre e boca seca.

Apesar de não ter um estudo conclusivo sobre o que é a doença do silicone, o cirurgião plástico explica que há relatos de que pacientes submetidas à retirada das próteses tiveram melhora. "A maioria das doenças ou síndromes leva anos para serem mais bem compreendidas. Até o momento não existem evidências suficientes de que exista uma relação direta de causa e efeito entre as próteses de silicone e os inúmeros sintomas relatados na síndrome. Por outro lado, há relatos de pacientes que, ao serem submetidas à retirada das próteses, tiveram melhora ou resolução de sintomas", informa.

DEBATE NAS REDES

Pouco se fala sobre a extração das próteses, mas no ambiente virtual, as mulheres expõem em grupos os pontos negativos dos implantes, contando relatos sobre a escolha da remoção por vontade própria, gerando debates.

A pesquisadora e mestranda em antropologia social Nicole Baumgarten acredita que o compartilhamento de relatos sobre a escolha da remoção das próteses é um fator importante e traz à tona o debate sobre padrões estéticos. "O encontro de mulheres com problemas em comum e a ampla divulgação destes problemas, como a insatisfação com os silicones, parece se dar, sobretudo em ambientes digitais. Este tipo de ambiente proporciona o compartilhamento de relatos e testemunhos que encorajam outras mulheres a questionarem o que desejam para seus próprios corpos", explica.

Os debates sobre padrão de beleza e feminismo são históricos, mas a pesquisadora explica que o movimento de retirar as próteses por acreditar nesses conceitos é recente. "O feminismo questiona a razão de a aparência ser tantas vezes vista com prioridade na vida das mulheres, a ponto de elas desejarem um tipo de corpo a qualquer custo. Nesse sentido, os questionamentos são antigos, mas em relação a atitude de reverter uma cirurgia plástica por escolha é recente", afirma.

EXTRAÇÃO DA PRÓTESE

Após a retirada das próteses de silicone, de acordo com o cirurgião, é necessário fazer uma mastopexia, cirurgia para correção do excesso de pele e reposicionamento dos tecidos das mamas. Além disso, a cápsula retirada habitualmente é enviada para uma biópsia, procedimento cirúrgico no qual se colhe uma amostra de tecidos ou células para posterior estudo em laboratório.

No pós-operatório, o repouso físico é imprescindível. É importante seguir o uso das medicações prescritas pelo médico e tomar os devidos cuidados com as cicatrizes.

(Caroline Adrielli)

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: